sexta-feira, 10 de julho de 2020

É de Jaborá a vaca mais produtiva do Brasil

A Cabanha Cassiano, de Carlos e Antônio Cassiano, volta a ser premiada. Já tinha o título de 2018  de rebanho campeão supremo no país, com melhor pontuação na raça do rebanho e maior produção de leite por rebanho. Agora, a comemoração mais recente é da vaca mais produtiva do Brasil de 2019. O animal, nascido na propriedade, "cria da casa", é campeoníssima por produzir 21.136 litros nos 365 dias do ano passado, média de 69 litros/dia.

"Houve um dia de pico com 92 litros de leite produzidos por esta vaca premiada", detalha o sócio da Cabanha, Carlos Cassiano. 


ESTADO AMPLIA PRODUÇÃO DE LEITE EM MAIS DE 220% EM 21 ANOS:
Santa Catarina se consolida como quarto maior produtor brasileiro de leite e registra crescimento recorde na produção. Um levantamento do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa) demonstrou que, de 1996 a 2017, o aumento na produção estadual superou até mesmo a taxa de crescimento mundial.

“O leite é um dos destaques do agronegócio catarinense. Nos últimos anos tivemos um grande crescimento na produção e chegamos à quarta posição no ranking nacional. A produção de leite envolve uma cadeia produtiva extensa, com milhares de famílias e empregos gerados. O leite tem um impacto social e econômico muito significativo para o estado de Santa Catarina”, destaca o secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Ricardo de Gouvêa.
Os catarinenses aumentaram em 223,5% a produção em 21 anos, três vezes mais do que a taxa nacional e quatro vezes mais do que o crescimento mundial. O único país que supera o desempenho catarinense é a China, com um aumento de 250,2% no mesmo período.
“Desde os anos 90, Santa Catarina vem se destacando não só em comparação com outros estados, mas também comparado a diversos países. Nesse período o crescimento na produção só foi menor do que a da China”, explica o analista da Epagri/Cepa, Tabajara Marcondes.
Produção crescente

Em 1996, Santa Catarina produziu 869 milhões de litros de leite e, em 2017, a quantidade saltou para 2,81 bilhões de litros. As estimativas da Epagri/Cepa são de que a produção catarinense deve superar com folga os três bilhões de litros neste ano de 2020, visto que seguiu crescente nos últimos anos.
O leite é um dos principais produtos da agropecuária do estado, são mais de 70 mil famílias envolvidas na atividade e o setor gera cerca de oito mil empregos diretos. O produto tem o terceiro maior faturamento da agropecuária catarinense, gerando receitas de R$ 3,72 bilhões em 2019.
Desafios

O setor produtivo do leite tem grandes desafios, entre eles, melhorar a infraestrutura, atender plenamente a demanda nacional e participar mais ativamente do mercado internacional. Com um rebanho diferenciado e certificações internacionais, devido ao cuidado com a saúde animal, além de sistemas competitivos de produção, grande mix de derivados lácteos, empresas de renome nacional e internacional, e boa infraestrutura portuária, Santa Catarina está entre os estados brasileiros com as melhores condições de se tornar um player também no mercado internacional de lácteos. (SECOM/ESTADO) e Rádio Rural.

Nenhum comentário:

Postar um comentário