segunda-feira, 4 de maio de 2020

Confira os valores que os municípios catarinenses irão receber para enfrentar o Coronavírus

Os senadores aprovaram na noite de sábado (2/5), o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus (PLP 39/2020), que prevê auxílio emergencial da União aos Municípios e Estados pela perda de arrecadação provocada pela pandemia de Coronavírus (Covid-19). O pacote financeiro de auxílio emergencial prevê R$ 125 bilhões que podem ser utilizados em renegociação de obrigações com a União e bancos e, em especial em ações em saúde e assistência social. O auxílio aprovado foi apresentado pelo relator, senador Davi Alcolumbre e substitui a proposta original PLP 149/2019 defendida pelos municipalistas.

Segundo a Confederação Nacional de Municípios (CNM), o texto aprovado prevê decreto de calamidade para todos os Estados, facilita o acesso a transferências voluntárias e operações de crédito, suspende o pagamento de dívidas e de operações de crédito interno e externo, e possibilita a securitização de contratos de dívida.

O texto aprovado no Senado não foi o acordado com os municipalistas. A matéria sofreu alterações, o que reduziu a participação dos municípios. Segundo o presidente da Federação Catarinense de Municípios (FECAM), Saulo Sperotto, o projeto anterior mantinha a divisão de 54% de repasse aos Estados e 46% aos municípios. O projeto aprovado ficou em 60% para Estado e 40% para municípios. Com isso, segundo tabela cálculo da CNM, os municípios catarinenses devem receber em torno de R$ 896 milhões (distribuição de acordo com a população). A mudança na aprovação da proposta reduz o recebimento de recursos para os municípios brasileiros em R$ 5 bilhões e, para os de SC em R$ 195 milhões, cerca de 18% a menos do que o pleiteado.

Nesta segunda-feira

A matéria voltará a análise na Câmara dos Deputados e a previsão é que seja apreciada ainda na segunda-feira (4/5). Caso seja aprovada, o primeiro pagamento deve ser efetuado dia 15 de maio. O valor destinado aos municípios será dividido em quatro parcelas mensais.

Confira os valores que constam no projeto para os município da região:

Erval Velho: R$ 600 Mil
Joaçaba: R$ 4 milhões
Herval d’Oeste: R$ 3 milhões
Luzerna: R$ 773 mil
Ibicaré: R$ 435 mil
Treze Tílias: R$ 1 milhão
Catanduvas: R$ 1,4 milhão
Campos Novos: R$ 4,9 milhões
Concórdia: R$ 10 milhões

LISTA COMPLETA: https://drive.google.com/file/d/17GdBqrT9qR05SSqk-FhP1SmSd8pWVgzv/view

Fonte:Assessoria de Imprensa Fecam

Nenhum comentário:

Postar um comentário