quinta-feira, 16 de abril de 2020

Profissionais do Hust são os três pacientes com casos de coronavírus em Joaçaba

Na manhã desta quinta-feira, 16, o prefeito de Joaçaba, Dioclésio Ragnini e o secretário de Saúde, Valmor Reisdorfer, realizaram uma coletiva de imprensa na Prefeitura com o objetivo de comentar detalhes sobre os três casos de Covid-19 confirmados em Joaçaba.

A confirmação veio no final da tarde desta quarta-feira, 15, através dos resultados do Laboratório Central de Santa Catarina (LACEN). São dois homens e uma mulher, na faixa etária de 20 a 35 anos, que são profissionais da saúde e atendem no Hospital Universitário Santa Terezinha (HUST). Eles estão em estado estável.

O secretário de Saúde Valmor Reisdorfer informou que esses pacientes estão sendo monitorados desde segunda-feira (13) e como se tratam de profissionais de saúde os testes saem em 24h. Desde então a secretaria de saúde está rastreando as pessoas que esses pacientes diagnosticados tiveram contato e locais que passaram para poder fazer o controle de quem essas pessoas fizeram contato.

Sobre testes rápidos, Valmor ressaltou que o Hospital recebeu 100 testes, a UPA 50 e o município aguarda outras 300 unidades que já foram adquiridas. 

A prefeitura reforçou ainda a importância das pessoas evitarem a ida para os ESFs, UPA ou emergência do HUST para tal está disponibilizado o Centro de Triagem localizado na AABB em Joaçaba e ainda há a possibilidade de ligar para o telefone 3521-1555 ramal 241, no qual um médico pode atender e também podem ser feitos pedidos para receitas no caso dos pacientes que fazem uso de remédios controlados. “O melhor remédio é ficar em casa e tomar os cuidados já repassados”, afirmou Valmor.

O Prefeito Dioclésio Ragnini comentou que mais do que nunca é necessário reforçar o uso de máscaras, uso de álcool gel e principalmente o isolamento social como formas de barrar o contágio para não sobrecarregar o Hospital.

“Precisamos fazer nossa parte para que não haja um colapso. É muito necessário que todos se conscientizem. Cobrem umas das outras o uso da máscara e demais cuidados” comentou. 

Até o momento o Hospital Universitário Santa Terezinha (HUST) não se manifestou sobre os casos registrados entre os seus profissionais.

Fonte: Éder Luiz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário