quinta-feira, 5 de março de 2020

Mãe alerta para ‘desafio’ surgido em escola de Capinzal; adolescente teve braço queimado



Capinzal – Uma mãe de um aluno de 13 anos, após acompanhar na imprensa novos ‘desafios’ como o da rasteira e recentemente o do sal, criados, principalmente, por crianças e adolescentes em escolas pelo país afora que têm resultado em lesões e até mesmo morte de alguns participantes, decidiu alertar aos pais cujos filhos estudam em Capinzal. Um novo ‘desafio’ estaria sendo praticado na Escola de Educação Básica São Cristóvão, no bairro São Cristóvão. É o ‘Desafio do Flash’.

Segundo a mãe, que terá a identidade preservada a pedido, o filho dela de 13 anos acabou queimando o braço pelo flash do celular após ser desafiado por colegas. “Eu, particularmente, não sabia que o flash dava pequenos choques e que se mantido perto da pele causa sérias queimaduras”, conta. De acordo com ela, trata-se de aplicar a luz do flash do smartphone diretamente na pele. O filho dela afirmou que num primeiro momento há uma reação semelhante a choque, e que evolui para a queimadura.
A mãe revela que o filho ficou com uma lesão no braço por mais de uma semana e que ainda não cicatrizou. A moradora admite a ingenuidade do filho, e aproveita o fato para alertar que outros pais verifiquem o que seus filhos andam fazendo na escola. Segundo ela, alunos estariam ‘provocando’ para o desafio, a fim de colegas tenham a reação esperada pelos desafiadores. A mãe finaliza dizendo que teve a informação de que alguns pais já teriam procurado a direção do educandário para dar ciência sobre casos do gênero.




Fonte:Michel Teixeira

Nenhum comentário:

Postar um comentário