quarta-feira, 11 de março de 2020

Lages confirma caso suspeito de CORONAVÍRUS. Paciente esteve na ITÁLIA

A Secretaria da Saúde de Lages monitora o que pode ser o primeiro caso suspeito de Covid-19 na cidade. A doença é causada pelo novo coronavírus que circula pelo mundo e chegou ao Brasil. Trata-se de uma mulher de 28 anos que chegou de viagem à Itália nesta semana e apresenta sintomas característicos da doença. Ela procurou a Unidade Básica de Saúde tão logo chegou a Lages. Seguindo as orientações e o protocolo internacional da Organização Mundial de Saúde (OMS), a paciente está em isolamento domiciliar e deve permanecer em quarentena pelos próximos 14 dias. Ela não precisou de atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Equipes médica e de enfermagem foram até a residência dar toda a assistência à paciente, também monitorando seus familiares e pessoas que tiveram contato próximo a ela. A paciente viajou a passeio para a região de Milão, na Itália. O resultado deverá estar pronto no prazo de até 72h.

A paciente não apresenta febre, mas está com tosse e uma leve dificuldade para respirar. “Ela clinicamente está bem, e os sintomas podem ser de qualquer outro vírus de influenza que apresenta quadro infeccioso semelhante. A população pode ficar tranquila, pois Lages está devidamente preparada para enfrentar qualquer tipo de situação. Ainda se trata de um caso suspeito, que pode ser negativo. É importante destacar que, se por ventura for positivo, a paciente contraiu na Itália, e não no Brasil, muito menos em Lages. Queremos alertar a população quanto aos cuidados necessários para a prevenção, que é utilizar a etiqueta da tosse, usar lenços descartáveis, evitar locais com grande aglomeração de pessoas e locais fechados ou com pouca ventilação, manter os ambientes arejados, limpar maçanetas de portas, lavar constantemente as mãos e evitar ao máximo viagens internacionais para os países que passam pela epidemia”, orienta a secretária da Saúde, Odila Waldrich.

O alerta para a população é para que a qualquer sinal e sintoma característico de qualquer tipo de influenza ou infecção respiratória, as pessoas procurem os serviços de saúde, sendo este requisito muito importante para evitar novos casos.



Publicado por Marcelo Santos.
Fonte:Rádio Catarinense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário