segunda-feira, 9 de março de 2020

30ª Romaria Penitencial Frei Bruno reúne 35 mil pessoas em Joaçaba



Fiéis se uniram para pedir e agradecer as graças alcançadas e para orar pela beatificação de Frei Bruno.







Os romeiros vieram para agradecer e pedir graças a Frei Bruno, que já em vida era considerado santo por muitos e teve uma obra evangelizadora marcante, sendo lembrado até hoje nas paróquias e dioceses por onde passou desde que veio da Alemanha, sua terra natal.




A celebração no Cemitério Frei Edgar marcou o final da caminhada e o encontro dos romeiros com o jazigo onde está sepultado Frei Bruno, onde houve grande aglomeração.






Don Mário Marquez, Bispo Diocesano, conduziu a celebração e lembrou a vida missionária de Frei Bruno, que sempre estava disposto a ouvir a comunidade e ajudar. O bispo também destacou o Dia Internacional da Mulher e sua importância, afirmando que Frei Bruno já reconhecia as mulheres na sociedade, ajudando a fundar associações e ordens religiosas voltadas a elas.






Durante a celebração os religiosos que atuam no processo de beatificação de Frei Bruno fizeram um relato sobre o andamentos dos trabalhos.

Frei César, da Ordem dos Frades Menores, lembrou que em 2019 houve um ato solene no qual o processo local de beatificação foi colocado em caixas lacradas e levado para Roma, no Vaticano. Segundo ele, o material foi compilado e encadernado, sendo entregue a Congregação da Sagrada Causa dos Santos, sendo que o processo é longo e exige paciência e persistência.

"O que temos como boa notícia é que em 2 de março foi nomeado um relator para o processo. Essa nomeação é muito importante por que significa mais um passo dado a frente na aceitação desse processo e de tudo aquilo que foi preparado com todos os depoimentos, a partir dai será emitido um parecer sobre o grau heroico das virtudes vividas por Frei Bruno. Se esse parecer for positivo, o que todos nós esperamos e cremos, o Papa então poderá declarar Frei Bruno "Venerável" que é mais um passo pelo qual nós todos esperamos. Depois disso falta então a apresentação e aceitação de um milagre que tenha acontecido pela intercessão de Frei Bruno". Explicou, pedindo que todos os fiéis sigam orando pela beatificação.



O Frei Alex, vice-postulador da causa de Frei Bruno, também repassou uma informação importante.

"Tendo sido nomeado um relator, significa que os trabalhos continuam e nós aqui no Brasil também continuamos dando os passos na elaboração do processo de beatificação. Nós precisamos agora redigir um texto, uma espécie de resumo da vida de Frei Bruno, apresentando a importância de tê-lo como beato para a nossa vida e fé. É um trabalho de muita dedicação no qual teremos o apoio de Frei Clarêncio, autor da biografia e da novena de Frei Bruno. No ano passado, Dom Mário pediu que pudéssemos recolher e ouvir o relato de pessoas que tiveram graças por intercessão de Frei Bruno, a fim de apresentarmos um milagre. Fizemos esse trabalho e podemos dizer que temos casos bem concretos e que podemos sim, em 2020, apresentar um milagre para a causa de beatificação de Frei Bruno. Pedimos em nome da postulação que o senhor, Don Mário, possa nomear quando possível um tribunal para iniciarmos oficialmente a indicação de um milagre para a beatificação de Frei Bruno", declarou durante a missa celebrada no Cemitério Frei Edgar.



Frei Bruno, nasceu em Duesseldorf, Alemanha, em 08/09/1876 e faleceu em Joaçaba no dia 25/02/1960.

Em Santa Catarina atuou nas cidades de Gaspar, São José, Xaxim e Rodeio.

A Romaria realizada todos os anos lembra sua passagem pelas cidades de Joaçaba, Herval d´Oeste e Luzerna, onde já chegou com 80 anos e sua fama de santo tomou corpo, por conta de relatos de quem o conheceu e revelou casos como da bi-locação, estar em dois lugares aos mesmo tempo, e outros aspectos. Após a sua morte fiéis começaram a pedir milagres, iniciando os depoimentos de que foram concedidos, sendo assim até os dias atuais.


.Fonte Éder Luiz

Nenhum comentário:

Postar um comentário