terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

Transporte inédito de paciente com suporte de oxigênio no coração e pulmão é realizado de Xanxerê a Blumenau

O Grupo de Resposta Aérea de Urgência (Grau), do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Santa Catarina, realizou pela primeira vez, neste domingo, dia 16, um transporte de paciente utilizando o Equipamento de Oxigenação por Membrana Extracorpórea (ECMO), com apoio do avião da Polícia Militar.

O Grau atua há dez anos de forma integrada com o Batalhão de Operações Aéreas do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina no Serviço Aeromédico.

O paciente, um homem de 38 anos, foi transportado do Hospital Regional São Paulo, em Xanxerê, para o Hospital Santa Isabel, em Blumenau, em cerca de duas horas de voo. Ele recebeu um transplante cardíaco no Vale do Itajaí.

O ECMO é um equipamento extremamente delicado e complexo, que mantém o paciente com suporte de oxigênio no coração e pulmão enquanto é deslocado. Ele fica instalado no hospital em Xanxerê. O ECMO é utilizado em pacientes cujos órgãos (coração e pulmão) estão com a função muito prejudicada.

“É uma técnica em fase inicial e que nem todos os transportes aeromédicos utilizam, exatamente por sua meticulosidade. Não é só um momento histórico no serviço Aeromédico de Santa Catarina, como também evidencia o preparo, a capacidade e a qualificação de nossas equipes nestes transportes”, ressalta o diretor do Atendimento Pré-Hospitalar Móvel de Urgência, Cel BM Giovanni Fernando Kemper, que atuou por dez anos nos helicópteros Arcanjos.

O secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino, aponta que esses transportes sinalizam uma gestão moderna, mais qualificada e eficiente ao cidadão catarinense. “O estado mais uma vez demonstra sua qualificação técnica e capacidade de trabalho em equipe. O sucesso desse transporte é resultado da união de profissionais altamente qualificados e dedicados na busca da excelência no serviço de urgência e emergência do Samu e de pilotos da segurança pública, que possibilitaram a chegada segura da equipe e paciente ao seu destino”, finaliza.




Fonte: Oeste Mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário