sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020

Coronavírus: número de casos suspeitos passa de dois para oito em SC

O número de casos suspeitos de coronavírus subiu de dois para oito em Santa Catarina. No país, os casos suspeitos saltaram de 20 para 132. Os dados foram divulgados no fim da tarde desta quinta-feira (27), em entrevista coletiva pelo Ministério da Saúde.

No entanto, na entrevista, o secretário executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, afirmou que há outras 213 notificações repassadas pelos Estados, mas que ainda não foram analisadas pela equipe do Ministério. Todos esses casos podem ser descartados ou passarem a integrar a lista de suspeitas.

— Não podemos dizer que a maioria deles sejam casos que vão entrar na lista de suspeitos. Não podemos garantir que 100% deles preencham a todos os quesitos — detalhou o secretário.

— Na verdade, dá para a gente imaginar que estamos perto de 300 casos suspeitos hoje no país — complementou.

Entre os 132 casos já classificados como suspeitos pelo Ministério, três deles são considerados contactantes - ou seja, tiveram contato com o paciente de São Paulo que é o primeiro caso confirmado de coronavírus no Brasil. Eles apresentaram sintomas e foram incluídos na lista de suspeitas. Não foram dados detalhes sobre qual a relação desses pacientes com o homem infectado com coronavírus.

Outros oito tiveram contatos com caso suspeito e 123 viajaram para países que já tiveram casos da doença.

Critério redefinido
O aumento significativo de casos suspeitos ocorreu também em outros Estados. Em São Paulo, por exemplo, o número de suspeitas de coronavírus saltou de 11 para 55 até o fechamento do relatório desta quinta-feira. O Rio Grande do Sul, que não tinha nenhum caso na quarta-feira, agora é o segundo Estado com maior número de suspeitas no país, com 24 notificações.

Uma das razões para a alta no número de casos suspeitos é a mudança nos critérios do Ministério da Saúde para identificar casos suspeitos. Antes, eram notificados como suspeitas os casos de pacientes que apresentavam sintomas como febre e tosse e tinham retornado de viagem a China em menos de 14 dias. Agora, com o avanço do novo coronavírus também em nações da Ásia, como Coreia do Sul, e países da Europa como Alemanha e Itália, que também registram casos de coronavírus.

Por conta de uma nova orientação, a Secretaria de Estado da Saúde de SC decidiu não repassar informações sobre os municípios em que moram os casos suspeitos de coronavírus no Estado, ao menos até o resultado dos exames.

Além dos oito casos suspeitos em SC, um grupo de Tijucas está sendo monitorado pela Secretaria de Saúde após retornar de viagem à Itália, país que teve aumento de casos de coronavírus na última semana.

Fonte: NSC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário