quarta-feira, 26 de junho de 2019

SC já registra 18 mortes por gripe em 2019

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) de Santa Catarina divulgou nesta terça-feira, dia 25, um novo relatório sobre os casos de gripe desde o início do ano. Ao todo, 18 pessoas já morreram no estado, que acumula 156 casos da doença em 2019.

As mortes foram de moradores de Joinville (três casos), Blumenau, Chapecó, Jaraguá do Sul e Tubarão (dois casos cada), Balneário Camboriú, Biguaçu, Brusque, Canoinhas, Florianópolis, São Bento do Sul e São Francisco do Sul (um caso cada).

Segundo o relatório, Chapecó tem o maior número de pessoas que contraíram a doença, com 22 casos. Outros pacientes foram registrados em Blumenau (17), Florianópolis (16), Joinville (15), Brusque (8), Balneário Camboriú (7), São José (6), Jaraguá do Sul e Lages (4 casos cada), Coronel Freitas, Itajaí, Laguna e Tubarão (3 cada), Biguaçu, Canoinhas, Concórdia, Cunha Porã, Maravilha, Mondaí, Pomerode, São Bento do Sul, São Francisco do Sul e Tijucas (2 cada), Abelardo Luz, Araquari, Armazém, Balneário Barra do Sul, Botuverá, Braço do Norte, Camboriú, Campo Erê, Criciúma, Flor do Sertão, Galvão, Itaiópolis, Itapoá, Jacinto Machado, Lauro Muller, Luiz Alves, Navegantes, Palhoça, Penha, São João Batista, Sombrio, Timbó, Tunápolis e Turvo (1 caso cada).

Recomendações para reduzir riscos de contrair gripe

▪ Lavar as mãos com frequência, principalmente antes de comer
▪ Usar lenço descartável ao tossir, espirrar ou assoar o nariz
▪ Se não tiver lenço, cobrir a boca e o nariz com o antebraço quando espirrar ou tossir
▪ Evitar tocar olhos, nariz e boca
▪ Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas
▪ Beber bastante água
▪ Evitar aglomerações
▪ Manter ambientes bem ventilados
▪ Evitar contato próximo com pessoas que apresentem sintomas da gripe
▪ Evitar beijar bebês, já que eles não têm imunidade completa

Atenção para os sintomas

▪ Febre alta
▪ Dor muscular
▪ Dor de garganta
▪ Dor de cabeça
▪ Coriza
▪ Tosse seca

Fonte: Oeste Mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário