terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Presidente do Sindicato de Erval Velho concede entrevista para Rádio Erval FM

Na manhã desta terça-feira(12), o jornalismo da rádio Erval FM esteve entrevistando a presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Erval Velho, Vanessa Parisenti.

Na oportunidade foram discutidos dois assuntos de suma importância para os agricultores. O primeiro deles foi sobre o cadastro CAEPF( Cadastro de Atividade Econômica da Pessoa Física).

A presidente esclareceu que todos os agricultores devem fazer este cadastro, pois somente com ele será possível vender os produtos tanto em época de safra quanto fora de época.

O CAEPF é o cadastro administrado pela Receita Federal que reúne informações das atividades econômicas exercidas pelas pessoas físicas. O cadastro proporciona um meio eficiente de coletar, identificar, gerir e acessar os dados cadastrais relativos às atividades econômicas exercidas pelas pessoas físicas, servindo de apoio aos demais sistemas da RF, bem como de outros órgãos da administração pública e demais usuários.

Ainda na entrevista, a presidente relatou quem é obrigado a inscrever-se no CAEPF:
Contribuinte Individual, quando a ele se aplicar pelo menos uma das situações abaixo:
-possua segurado que lhe preste serviço;
-pessoa física não produtor rural, que adquire produção rural para venda, no varejo, a consumidor pessoa física;
-produtor rural contribuinte individual; 
-Segurado Especial.

Outro assunto relatado na entrevista foi sobre o leite, uma das principais atividades trabalhadas pela agricultura familiar brasileira, gerando renda e postos de trabalho no campo. No entanto, essa medida do governo é vista como preocupação pela CONTAG, federações e sindicatos.

''A agricultura familiar brasileira produtora de leite será duramente impactada pela decisão do governo de encerrar a cobrança de tarifa antidumping sobre a importação de leite em pó, integral ou desnatado da União Europeia e Nova Zelândia. A taxação está em vigor desde 2001, com valores de 14,8% para a União Europeia e de 3,8% para a Nova Zelândia, e visava proteger os produtores nacionais – pequenos, médios e grandes, garantir preços estáveis da produção interna, e preservar empregos '', relatou a presidente. A decisão do Ministério da Economia por meio da Circular Nº 5, de 5 de fevereiro de 2019, foi publicada na última quarta-feira (06), no Diário Oficial da União (DOU).

Maiores informações no Informativo Comunitário de Erval Velho e região hoje as 12h pela Rádio Erval FM.

Por: Yuri Ferrari/ Rádio Erval FM.




Nenhum comentário:

Postar um comentário