segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

A energia no meio rural ficará mais cara

A Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc) vai pedir a revogação do decreto publicado no ano passado que reduz gradualmente os descontos sobre a tarifa básica de energia elétrica dos estabelecimentos rurais.

 O efeito negativo dessa medida – aponta o presidente Luiz Vicente Suzin – é a elevação dos custos de produção principalmente para os produtores rurais.

 O Decreto 9.642/2018, assinado pelo ex-presidente Michel Temer, reduz  em 20% ao ano, a partir de 2019, os descontos cumulativos sobre a tarifa básica de energia no campo até zerar em cinco anos.

 A decisão afeta dois grupos de unidades de consumo: os de fornecimento de alta tensão (acima de 2,3KV), enquadrados no “Grupo A Rural”, e os de baixa tensão (abaixo de 2,3 KV), classificados como “Grupo B Rural”.

Fonte: MB Comunicação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário