segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Vereador de Pinheiro Preto poderá perder mandato por irregularidades

Foto:Reprodução internet
O vereador de Pinheiro Preto, Edmilson Antônio Cardoso de Aguiar, poderá perder o mandato por quebra de decoro parlamentar. Ele foi acusado pela vice-prefeita Márcia Bressan de ter recebido inúmeros benefícios em seus quatro mandatos na Câmara.

A denúncia foi apurada em uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito). O parecer do relator da comissão, vereador Edson Mânica, aponta que Edmilson Antônio fraudou documentos para a aquisição de um terreno no loteamento Tranquilo Benjamin Guzzi, destinado para atender famílias carentes do município.

“Não resta qualquer dúvida que o vereador não apresenta mais condições de manter seu mandato eletivo. Desta forma, voto pela representação do projeto de resolução para declarar a perda do mandato eletivo”, anotou Edson Mânica no parecer.

Como houve divergências entre os vereadores que integram a CPI, o relatório final será apresentado e votado em plenário na sessão desta segunda-feira (24). Caso seja aprovado, na sequência será votado o projeto para a perda do mandato eletivo. Conforme estabelece o Regime Interno, a votação será secreta.

Fonte: Caco da Rosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário