quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Santa Catarina tem 9 candidatos a governador e 14 a senador

Foto:Reprodução internet
Dos 761 pedidos de registro de candidatura realizados até esta quarta-feira (15), 9 foram para o Governo do Estado e 14 para o Senado. Em breve, os nomes de todos os concorrentes estarão disponíveis no Sistema de Divulgação de Candidaturas (DivulgaCandContas 2018), do TSE.

Foram 9 pedidos para o cargo de governador, 9 para vice-governador, 14 para senador - mais 28 suplentes; 241 requisições para deputado federal; e 460 para deputado estadual.

Agora, para se transformarem em registros definitivos, os pedidos devem ser julgados pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC), que confirmará se todos os pré-requisitos para a candidatura foram preenchidos. Os juízes têm até o dia 17 de setembro para julgar todos os pedidos.

A partir desta quinta-feira (16), a propaganda eleitoral passa a ser permitida, desde que siga as normas previstas na Legislação Eleitoral. Para orientar candidatos, partidos, advogados eleitorais, imprensa e público em geral, o TRE-SC produziu um Manual de Propaganda Eleitoral e uma cartilha que tratam do tema de forma simplificada.

Julgamento dos registros de candidatos

Publicados os editais de registro de candidaturas, passa a correr o prazo de 5 dias para qualquer candidato, partido político, coligação ou o Ministério Público impugnar os pedidos de registro apresentados (Lei Complementar nº 64/1990, art. 3º). A análise dos pedidos inclui todas as condições de elegibilidade, as causas de inelegibilidade e outros requisitos para o registro. Após isso, os juízes julgarão se os candidatos estão ou não aptos a concorrer.

Ainda há a possibilidade de os partidos pedirem a substituição de candidatos para os cargos majoritários e proporcionais até o dia 17 de setembro, exceto em caso de falecimento, situação em que poderá ser efetivada após esta data - observado, em qualquer situação, o prazo de até dez dias contados do fato ou da decisão judicial que deu origem à substituição.

Candidatos ao Governo (ordem alfabética)

Ângelo Castro – PCO 
Vice: Flávio Ferreira Amaral

Camasão - PSOL/PCB (Um caminho pra gente) 
Vice: Carol Bellaguarda

Comandante Moisés - PSL 
Vice: Daniela Reinehr

Décio Lima – PT
Vice: Kiko

Gelson Merísio - PSD / PRB / PDT / PSB / PODE/SOLIDARIEDADE/PROS/ PSC / PC do B / PHS / PP / DEM / PRP / PPL / PV (Aqui é trabalho) 
Vice: João Paulo Kleinubing

Ingrid Assis – PSTU
Vice: Professor Ederson

Jesse Pereira - PMN/PATRI (Santa Catarina em Primeiro Lugar) 
Vice: Dr. Danny Cesar

Mauro Mariani - MDB/AVANTE/PSDB/PTB/PTC/PRTB/DC/PR/PPS (Santa Catarina quer mais) 
Vice: Napoleão Bernardes

Portanova – REDE
Vice: Regina Santos

Candidatos ao Senado

Andreá Luciano Carvalho - PCO

Diego Mezzogiorno - REDE

Esperidião Amin - PSD/PRB/PDT/PSB/PODE/SOLIDARIEDADE/PROS/PSC/PC do B/PHS/PP/ DEM/PRP/PPL/PV (Aqui é trabalho)

Ideli Salvatti – PT

Jorginho Mello - MDB/AVANTE/PSDB/PTB/PTC/PRTB/DC/PR/PPS (Santa Catarina quer mais)

Lédio Rosa – PT

Lucas Esmeraldino - PSL

Miriam Prochnow - REDE

Paulo Bauer - MDB/AVANTE/PSDB/PTB/PTC/PRTB/DC/PR/PPS (Santa Catarina quer mais)

Professor Antonio - PSOL/PCB (Um caminho pra gente)

Professor Pedro Cabral - PSOL/PCB (Um caminho pra gente)

Raimundo Colombo - PSD/PRB/PDT/PSB/PODE/SOLIDARIEDADE/PROS/PSC/PC do B/PHS/PP/ DEM/PRP/PPL/PV (Aqui é trabalho)

Ricardo Lautert - PSTU

Roberto Luiz Salum - PMN/PATRI (Santa Catarina em primeiro lugar)

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do TRE-SC

Nenhum comentário:

Postar um comentário