quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Preso acusado de atear fogo na casa após desentendimento com inquilinos

Foto:Rádio Capinzal/Divulgação
Está recolhido no Presídio Regional de Joaçaba o proprietário da residência e do paiol que foram destruídos por um incêndio na madrugada do último domingo (5) na comunidade de Linha São Paulo, interior de Ouro.


O Corpo de Bombeiros fez o combate ao fogo e os envolvidos foram levados para a Central Regional de Polícia de Joaçaba. Na casa do suspeito, os policiais militares apreenderam uma arma de fabricação artesanal, calibre 22, alguns projéteis, uma faca, um facão e um machado.

Inicialmente o delegado determinou que fosse feito auto de prisão em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. Porém, depois de ouvir os depoimentos das vitimas, foi qualificado o crime por tentativa de homicídio. O suspeito por sua vez negou.

O juiz de direito de plantão, Rui César Lopes Peiter, após analisar os depoimentos das vítimas e do autor, decidiu por converter a prisão em flagrante em preventiva. 

Na tarde de segunda-feira (6) o policial Neuri Clovis Petry, responsável pelo expediente na Delegacia de Policia Civil de Ouro, juntamente com agentes do Instituto Geral de Perícias (IGP) de Campos Novos, esteve no local para realizar a perícia, que será anexada ao inquérito.  

A Polícia Civil tem 10 dias para concluir o procedimento e remetê-lo ao Ministério Público.

Fonte: Jardel Martinazzo/Rádio Capinzal

Nenhum comentário:

Postar um comentário