sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Pais acusam professora de ter agredido filho em creche

Foto:Imagem ilustrativa
Os pais de um menino de 3 anos denunciaram uma professora do CEI (Centro de Educação Infantil) do bairro São Sebastião, em Fraiburgo, por ter agredio o filho. O casal, Daiane Aparecida Pereira e Leopoldo Loes Neto, concederam entrevista à Rádio Fraiburgo para relatar o fato, que aconteceu no mês de maio.

A mãe afirma que presenciou a professora pegando o menino de maneira brusca e o jogando contra uma cadeira no refeitório. Quando questionada pela mulher, a profissional teria justificado apenas que a criança não havia se machucado.

A professora, efetiva, chegou a ser afastada por 60 dias das atividades, mas agora retornou em outra creche. “Como a Secretaria de Educação permite que uma professora que deveria estar afastada por ter agredido uma criança foi simplesmente realocada para outro CEI”, questiona o pai indignado. Além do processo administrativo, o caso foi parar no Ministério Público, que solicitou informações à Prefeitura.

O procurador do município, Silvano Pelissaro, informou que de imediato a Prefeitura abriu um processo administrativo para coleta de provas, inclusive com a inclusão das imagens do circuito interno. De acordo com ele, a comissão solicitou prorrogação do prazo para concluir o processo, possibilitando direito de ampla defesa à profissional.

Pelissaro esclareceu que a professora retornou após o afastamento, mas está prestando serviço na biblioteca de outra escola, até a conclusão do processo. A comissão processante deve concluir os trabalhos na primeira quinzena de setembro.

Se ficar comprovada a agressão, a professora poderá sofrer sanções estabelecidas pelo Estatuto dos Servidores Públicos Municipais, que prevê advertência, suspensão e até a demissão do serviço público, dependendo da gravidade do caso.

Fonte: Caco da Rosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário