sexta-feira, 17 de agosto de 2018

IGP de Joaçaba adota medidas drásticas por falta de servidores

Foto:IGP/Joaçaba

O IGP (Instituto Geral de Perícias) de Joaçaba emitiu uma nota à imprensa nesta quinta-feira (16) para informar que devido a falta de servidores está adotando medidas para evitar a sobrecarga de trabalho. O órgão afirma que tem o intuito de bem servir a população, mas acredita que a situação crítica só será resolvida com a nomeação dos aprovados no último concurso.

Confira a nota:

O Instituto Geral de Perícias de Joaçaba informa que, devido à falta aguda de funcionários, os exames de necropsias serão realizados somente no período das 13h às 17h. Os corpos serão recolhidos e os exames localísticos feitos, contudo, a perícia médica de necropsia será realizada somente no dia seguinte, em Videira ou Caçador, no horário supracitado.

O IGP de Joaçaba possuía até hoje somente 01 Perito Criminal, 01 Perito Médico Legista (PML) e 01 Auxiliar Médico Legal (AML) em atividade para atender os 15 municípios da região de atuação, 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Devido à sobrecarga de trabalho, foram adotados os seguintes revezamentos descritos abaixo para possibilitar descanso aos servidores.

- Peritos Criminais: adotamos revezamento com o NRP de Campos Novos, onde há também somente 1 Perita Criminal. Totalizando 20 municípios sob responsabilidade diária do Perito Criminal que está escalado no dia.

- Perito Médico Legista: adotamos revezamento com os Núcleos Regionais de Perícia (NRP) de Videira ou Caçador, que acabam absorvendo os corpos desses 20 municípios adicionais. O translado entre regiões é feita pelos Auxiliares Criminalísticos (ACs).

- Auxiliares Médicos Legais: adotávamos revezamento com o NRP de Campos Novos e disponibilização de dispensa de expediente nos dias em que os servidores não se encontravam de sobreaviso.

Hoje, nossa única AML de Joaçaba apresentou Atestado Médico. Por hora, os demais servidores do IGP estão realizando esforço adicional para que a coleta dos corpos não seja prejudicada. Temos intuito de bem servir a população e esperamos que a situação saia deste estado crítico em breve, contudo, temos ciência que a solução definitiva só é possível com a nomeação dos funcionários homologados no ultimo concurso, a saber, Peritos Criminais e Peritos Médico Legistas; e com a realização de concurso para contratação de mais Auxiliares Médicos Legais.

Atenciosamente,

Alexandre Kazuo Tobouti

Perito Chefe do Instituto Geral de Perícias de Joaçaba

Nenhum comentário:

Postar um comentário