sexta-feira, 6 de abril de 2018

Polícia diz que filha adotiva encomendou morte do casal degolado

Foto:Residência do casal em Linha Santa Terezinha
Cleudimara de Fátima Bello Vissotto está sendo acusada pela polícia de ter encomendado a morte do pai e da madrasta. O crime bárbaro aconteceu na madrugada do último sábado (31), quando elementos invadiram a residência do casal na Linha Santa Terezinha, interior de Herval d´Oeste. Lucila bello, 59 anos, foi degolada pelos criminosos e morreu na hora. Já o esposo, Otávio Bello, 67 anos, conseguiu sobreviver, mesmo tendo sido atingido com um golpe no peito e ter sofrido um corte profundo no pescoço.

Cleudimara, que é filha adotiva de Otávio, foi presa na manhã desta sexta-feira (6), juntamente com mais dois elementos, quando a Polícia Civil cumpriu os mandados de prisão em Herval d´Oeste.

“Três homens estiveram na residência, sendo que um deles é apontado como o executor e a mulher a mandante do crime”, informou o delegado Eduardo Borges, que conduziu as investigações. De acordo com ele, no decorrer da semana as investigações avançaram até chegar a um dos elementos, que confessou o crime e narrou os fatos.

Conforme a polícia, a filha, que é a única herdeira de Otávio, encomendou a morte do casal com a promessa de vender as terras e dividir com os elementos. “Os dois deveriam ter sido executados. A narrativa dos criminosos é clara nesse sentido, que chegaram para matar o casal, sem nenhuma conversa”, destacou o delegado.

Na residência dos detidos os policiais encontraram a espingarda subtraída e duas facas, um delas usada para cometer o crime.

Além de Cleudimara, foram presos Valdecir Pelentir e Vanderson Delsiovo Cruz. O terceiro envolvido ainda não foi preso.

Fonte: Caco da Rosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário