sexta-feira, 23 de março de 2018

Morte de jovem de Capinzal vai completar um ano sem solução

Foto:Fórum de Capinzal (Imagem Google)
Quase ano um ano após a morte de Tiago de Lima Brito, 29 anos, o crime segue sem solução. Tiago foi assassinado em abril de 2016 no bairro São Cristóvão, em Capinzal. O jovem foi encontrado esfaqueado em frente a um quiosque da Serp. Ele chegou a ser socorrido pelos Bombeiros e encaminhado ao Hospital Universitário Santa Terezinha de Joaçaba com uma perfuração no peito, mas acabou não resistindo ao ferimento.

O pai da vítima, Marcio Brito, procurou a reportagem da Rádio Capinzal nesta quinta-feira (22) para lamentar que o responsável ainda esteja solto e, que o caso foi arquivado. O crime foi investigado pela Polícia Civil, porém o autor não foi identificado.

“Estive falando com a promotora e ela disse que deu o caso por encerrado, pois não tem suspeito. A gente fica com as mãos atadas. Não está sendo fácil pra nós, apenas esperamos que a Justiça seja feita e que o responsável por tirar a vida do meu filho seja responsabilizado. Se fosse meu filho que tivesse feito, eu como pai garanto que o entregaria", comentou Brito.

O delegado Roberto Carpeggiani Moreira informou que o caso foi remetido ao Fórum sem indiciamento, justamente pela falta de provas. “Permanecerá arquivado, mas nada impede que seja requisitada nova diligência por parte do Ministério Público. Em casos de homicídios não existe prescrição”, explicou Moreira.

Fonte: Rádio Capinzal

Nenhum comentário:

Postar um comentário