sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Febre amarela: um caso confirmado e duas suspeitas em SC

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive) divulgou o boletim n° 04/2018 sobre a situação epidemiológica da febre amarela em Santa Catarina, com dados até o dia 20 de fevereiro de 2018.

No período de 1º janeiro a 20 de fevereiro, foram notificados 22 casos suspeitos de febre amarela em Santa Catarina. Desses, um foi confirmado por critério laboratorial, 19 foram descartados (8 pelo critério laboratorial e 11 pelo critério clinico epidemiológico) e 2 permanecem em investigação aguardando resultado laboratorial.

A vigilância de casos humanos é feita por meio da notificação de casos com sintomatologia compatível com febre amarela. Todo caso suspeito deve ser imediatamente comunicado por telefone ou e-mail às autoridades de saúde, (até 24 horas), por se tratar de doença grave com risco de dispersão para outras áreas do território nacional e internacional.

Os dois casos em investigação tiveram histórico de deslocamento para Áreas Com Recomendação de Vacina nos 15 dias antes do início dos sintomas (Minas Gerais e São Paulo). Nenhum dos casos suspeitos em investigação tinham sido previamente vacinados contra a febre amarela. O caso confirmado de febre amarela é de um residente do município de Gaspar, com histórico de viagem para o município de Mairiporã (SP), o que caracteriza como sendo um caso importado.

Os dois casos em investigação, ambos residem em municípios em Área Sem Recomendação de Vacina (Joinville e Florianópolis), mas se deslocaram para áreas em que há recomendação de vacina (MG e SP).

Fonte: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário