terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Colombo lamenta falecimento do ex-vice-governador Victor Fontana

Foto:James Tavares/Secom
O governador Raimundo Colombo lamentou profundamente o falecimento do ex-vice-governador de Santa Catarina e empresário do agronegócio catarinense Victor Fontana, aos 101 anos de idade, ocorrido na madrugada desta terça-feira, 5, em São Paulo. O Governo do Estado de Santa Catarina decretou luto oficial de três dias a partir desta terça.

“Perdemos um grande líder, um grande homem e amigo, que fez muito por Santa Catarina. Victor Fontana construiu uma história de revolucionar, de empreender e idealizar. Foi um dos grandes líderes da transformação agrícola e do agronegócio do nosso Estado. Hoje somos uma grande potência. Mas ele também foi um líder político. Um brasileiro que mudou e contribuiu para melhorar a vida de muitos, de um Estado e de um país. Foi um grande cidadão, um homem à frente de seu tempo e que transformou a realidade para melhor. Ele merece todas as nossas homenagens”, disse o governador. Colombo se encontrou com Fontana durante evento que marcava a entrega da medalha da Ordem do Mérito Industrial de Santa Catarina na Federação das Indústrias de SC (Fiesc), em 19 de maio de 2017.

Natural de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, Victor Fontana se formou em Engenharia Química. Em 1948, aceitou o convite do tio Attilio Fontana para trabalhar na Sadia, em Concórdia. No setor agrícola, foi o grande responsável pelo melhoramento da suinocultura e da avicultura em Santa Catarina. Foi ele que, nos anos 1950, fez a primeira importação de reprodutores de suínos da Europa, incentivando o melhoramento genético para produção de carne suína, além da melhoria da nutrição e da sanidade animal.

Na área política, atuou como vice-governador de Santa Catarina entre 1983 e 1987. Ele cumpriu dois mandatos como deputado federal, além de ter sido secretário da Agricultura de Santa Catarina em 1975 a 1978, no governo de Antônio Carlos Konder Reis. Também foi presidente da Celesc, conselheiro da República e presidente do Besc.

Seu corpo será cremado em São Paulo em cerimônia com a presença de familiares e amigos.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário