segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Programa SC Rural multiplica investimentos na agricultura familiar catarinense

Reprodução da internet.
Nos últimos sete anos o agronegócio catarinense se transformou. Milhares de famílias rurais e jovens agricultores foram capacitados, agroindústrias se adequaram ao Sistema de Inspeção Estadual e vários empreendimentos da agricultura familiar surgiram. Tudo isso com o apoio do Programa SC Rural, que, nos últimos sete anos, investiu US$ 189 milhões para alavancar e modernizar a agricultura familiar e a pesca catarinense. A primeira etapa do Programa chega ao fim este ano e nesta terça-feira (28), o governador Raimundo Colombo e o coordenador setorial de Desenvolvimento Sustentável do Banco Mundial, Paul Procee, lançam o “Relatório de Impactos do Programa SC Rural”, a partir das 13h45, no auditório da Epagri, em Florianópolis.

Uma parceria entre o Banco Mundial e o Governo do Estado, o Programa SC Rural chega ao fim com retorno financeiro de R$ 850 milhões ao estado e com 134 mil famílias de agricultores e pescadores beneficiados. As ações do SC Rural contemplaram desde a melhoria de estradas rurais, fortalecimento da extensão rural e defesa agropecuária até a regularização fundiária e o pagamento por serviços ambientais.

O Programa surpreendeu até mesmo o Banco Mundial e segue inspirando ações em outros estados e países. O grande diferencial do Programa está em sua forma de gestão: sob a coordenação da Secretaria da Agricultura e da Pesca, o programa reúne oito instituições (Epagri, Cidasc, Fatma, Polícia Militar Ambiental, Secretaria de Turismo, Cultura e Esportes, Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Secretaria de Infraestrutura) que desenvolvem ações em suas respectivas áreas de atuação, mas todas focadas na melhoria de renda das propriedades da agricultura familiar. Também contribuiu decisivamente para os ótimos resultados o espírito empreendedor da família rural catarinense.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário