quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Casal vai cumprir serviço comunitário por abandono de animal

Foto:Divulgação
Um casal vai cumprir 20 horas de serviço comunitário em decorrência de um crime de abandono de animal no município de Ponte Serrada, além de arcar com as despesas de uma clínica que tentou salvar o cão na época.

O caso foi registrado no final de julho contra um cachorro de pequeno porte. Muito debilitado, o animal chegou a receber tratamento por três dias, mas acabou sendo sacrificado devido ao precário estado de saúde.

Além das 20 horas de serviço comunitário que deverão ser cumpridas tanto pelo homem quanto pela mulher, o casal aceitou na proposta de transação penal também pagar integralmente os serviços veterinários no valor de R$ 1.030.

O animal foi abandonado em uma estrada no interior do município e foi encontrado somente cerca de duas semanas depois pela ONG Pelos e Apelos, que tentou salvá-lo.

Na época, em uma publicação feita no Facebook, a organização detalhou os cuidados despendidos ao cão ao longo de três dias, com serviços de duas médicas veterinárias e uma dentista.

“Por fim, após tanto analisar, verificamos que devido ao tempo transcorrido da lesão inicial não seria possível corrigir as fraturas (perdeu-se osso, não havia gengiva, havia necessidade de retirada de inúmeros dentes, rompeu-se plexos nervosos, havia risco intenso de pulpite e a língua, órgão muitíssimo importante para os cães, não teria mais sua função normal). Com muito desapontamento e frustração, a decisão foi pela eutanásia”, relatou parte do texto publicado na época.

A ONG ainda ressalta que o abandono de animal é crime, passível de punição. A orientação é que as pessoas denunciem os casos, além das situações de maus-tratos ou quaisquer outras.

Fonte: Oeste Mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário