sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Primavera deve ser mais seca e quente em Santa Catarina

Foto:Imagem ilustrativa
O inverno de 2017 foi mais seco e quente do que o normal em Santa Catarina, dominado por frequentes bloqueios atmosféricos nos oceanos Pacífico e Atlântico, responsáveis por períodos prolongados sem chuva e estiagem no Estado, sobretudo nos meses de julho e setembro. As frentes frias, principais sistemas meteorológicos causadores da chuva durante a estação, foram escassas e consequente também as massas de ar polar, resultando em temperaturas mais altas.

A primavera começa oficialmente pelo calendário astronômico nesta sexta-feira (22) às 17h02min, quando ocorre o equinócio de Primavera no Hemisfério Sul, o dia e a noite têm a mesma duração de horas, pois os dois hemisférios da Terra encontram-se igualmente iluminados pelo sol. Depois disso, os dias começam a ser mais longos do que as noites.

Neste ano de 2017 a primavera deve contrariar a climatologia, se tratando de uma das estações mais chuvosas do ano, a previsão é de chuva abaixo e temperatura acima da média climatológica, ou seja, a continuidade do padrão seco e quente, observado no inverno. Outubro é o mês mais provável de ter chuva próxima a média com chance de minimizar a situação de estiagem no Estado.

Destaque: na primavera são comuns os temporais com granizo e ventania, e por vezes acumulados significativos de chuva em curto espaço de tempo. Essa condição pode ocorrer com menor frequência nos próximos meses, mas não pode ser descartada. Por isso, a Epagri/Ciram recomenda o acompanhamento diário dos boletins e informações disponibilizados no site.

Fonte: Epagri/Ciram

Nenhum comentário:

Postar um comentário