quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Conta de luz ficará mais cara a partir do dia 22

Foto:Imagem ilustrativa
A Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL anunciou nesta terça-feira (15) o resultado do Reajuste Tarifário Anual da Celesc Distribuição, apresentando as novas tarifas de energia elétrica para cada classe de consumidores. O efeito tarifário médio, que entra em vigor a partir de 22 de agosto, será de 7,85%.

Para os consumidores residenciais atendidos em Baixa Tensão, o chamado Grupo B, que representa 79% dos consumidores da Empresa, o efeito médio percebido da Revisão será de 7,90%.

Para os consumidores atendidos em Alta Tensão, como indústrias e unidades comerciais de grande porte como Shopping Centers, o chamado Grupo A, o efeito médio será de 7,77%.

Confira:

Efeito médio – Grupo A – Alta Tensão: 7,77%

Efeito médio – Grupo B – Baixa Tensão: 7,90%

Efeito médio para consumidor: 7,85%

O item que mais impactou no cálculo do reajuste tarifário foi a elevação do custo da despesa com transmissão de energia, que sofreu reajuste de 126,6% no período, e representa 6,61 p.p. no total. Os valores referentes à parcela B (Custo de Distribuição), que a Celesc recebe via tarifa para investimentos e custeio das atividades de operação e manutenção do sistema elétrico correspondem a 0,13 p.p. Apenas 14,7% do faturado pela Celesc é gerido pela empresa, o restante (não gerenciável) é destinado para pagamento de encargos setoriais, transmissão, tributos e compra de energia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário