sexta-feira, 21 de julho de 2017

Santa Catarina é o Estado com maior capacidade de hospedagem

Foto:Divulgação
Santa Catarina é o estado brasileiro com maior capacidade de hospedagem, com 819 unidades habitacionais e 2.125 leitos por 100 mil habitantes. É o que mostra a Pesquisa de Serviços de Hospedagem (PSH) 2016, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE, em convênio com o Ministério do Turismo.

O estudo retrata os principais aspectos da rede hoteleira do Brasil. “Anualmente Santa Catarina registra aumento no movimento turístico, o que gera novas demandas e impulsiona as atividades ligadas ao setor, como é caso da hospedagem. A pesquisa é uma ferramenta importante para avaliarmos o cenário atual e planejar o futuro”, comenta o secretário de estado de Turismo, Cultura e Esporte, Leonel Pavan.

De acordo com o levantamento, o Estado conta com 1.782 estabelecimentos (5,7% do total), 56,5 mil unidades habitacionais (5,6%) e 146,8 mil leitos (6,1%). Quanto ao tipo de estabelecimentos, 44,8% são hotéis, 36,9% são pousadas, 9,5% são motéis e 8,8% são outros tipos, como albergues e pensões.

Florianópolis

Dentre as capitais, Florianópolis tem a maior capacidade de hospedagem em relação à população, com 2.353 unidades habitacionais e 6.455 leitos por 100 mil habitantes. Além disso, foi a capital com maior crescimento no número de estabelecimentos hoteleiros na região Sul entre 2011 e 2016, com incremento de 22,4%. A oferta de leitos na cidade também cresceu em 7,7% nesse período.

Brasil

A pesquisa apontou que em 2016 havia no país 31,3 mil estabelecimentos de hospedagem, com 1 milhão de unidades habitacionais (suítes, quartos, chalés) e 2,4 milhões de leitos. Entre esses estabelecimentos, 47,9% eram hotéis, 31,9% eram pousadas e 14,2% eram motéis.

O levantamento revela que houve um crescimento de 71% na oferta de leitos nas capitais do Brasil de 2011 a 2016. De acordo com especialistas, o salto foi impulsionado pelo ciclo de megaeventos, com a Copa do Mundo e Olimpíada.


Fonte: Assessoria de Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário