terça-feira, 25 de julho de 2017

Delegado conclui inquérito sobre morte de jovem em Jaborá

Foto:Delegado André Cembranelli
O delegado André Cembranelli, da Comarca de Catanduvas, indiciou o jovem de Presidente Castello Branco acusado de assassinar João Paulo Tomasi, 22 anos, por homicídio doloso sem possibilidade de defesa por parte da vítima.

O crime ocorreu na madrugada do dia 16 de abril em Jaborá, quando a vítima foi morta depois de ter se envolvido em um desentendimento no estacionamento do Centro de Evento da cidade. No local estava ocorrendo um evento.

De acordo com o delegado, a documentação já foi encaminhada ao Fórum de Catanduvas para análise do Ministério Público, que deverá se manifestar nas próximas horas. A Promotoria Pública poderá ou não concordar com o indiciamento feito pela Polícia Civil.

O acusado que se apresentou alguns dias depois do crime e confessou ter cometido o assassinato, deverá ser levado ao julgamento através do Tribunal Popular do Júri.

João Paulo Tomasi, 22 anos, foi resgatado com vida, porém morreu ao dar entrada no Hospital Universitário Santa Terezinha de Joaçaba.

O laudo do Instituto Geral de Perícias aponta que o óbito foi provocado por traumatismo craniano, ou seja, a vítima foi agredida na cabeça. O pedido de reconstituição do crime deverá ser avaliado pelo judiciário, que receberá nos próximos dias o inquérito do delegado André Cembraneli.

Fonte: Atual FM

Nenhum comentário:

Postar um comentário