segunda-feira, 5 de junho de 2017

Permanece a condição de chuva até quinta-feira em Santa Catarina

A chuva continua em Santa Catarina e 81 municípios registram ocorrências como inundação, alagamentos, enchentes, granizo, vendaval, queda de árvore e deslizamentos de terra. A chuva voltou a cair neste domingo (4), após uma pequena pausa de dois dias.

As chuvas registradas nas últimas 24 horas já superaram a previsão mensal de precipitação para o mês de junho, especialmente no Planalto Sul, onde a média mensal de precipitação fica entre 90 e 130 mm, conforme dados da Defesa Civil. Os maiores volumes de chuva foram registradas em Lages 172mm, Bocaína do Sul 166mm, São José do Cerrito 161mm, Otacílio Costa 153mm, Rio Rufino 119mm e Alfredo Wagner 112mm.

A Defesa Civil alerta para o risco de deslizamentos de terra em todas as regiões do Estado, especialmente no Oeste, Meio-Oeste, Vale do Itajaí, Litoral Sul e Grande Florianópolis. Deve ser observado qualquer movimento de terra ou rochas próximas a residências, inclinação de postes e árvores e rachaduras em muros ou paredes. Neste caso, é recomendável que a família saia de casa e acione a Defesa Civil municipal pelo 199 ou o Corpo de Bombeiros 193.

A Defesa Civil chama a atenção ainda pra o risco de inundações nos médios e grandes rios nos municípios do Vale do Itajaí, especialmente no Alto Vale, Rio Canoas, Rio Cará, Rio Uruguai, e todas as bacias do Litoral Sul. Além da possibilidade de inundações nas Bacias do Rio do Peixe, Rio Negro, Rio Tijucas e Rio Queimados.

No Estado, já são 745 desalojados (em casa de parentes e amigos); 1093 desabrigados (estão em abrigos públicos); 8280 afetados  (todos atingidos de alguma forma pelo evento) e 2117 residências afetadas. Na noite deste domingo, houve registros de enxurrada em Agrolândia, Petrolândia, Imbuia, São José do Cerrito e Bom Retiro. Em Bom Retiro, a água afetou 24 casas, sendo que uma família foi para residência de parentes. Em São José do Cerrito, a Defesa Civil municipal informou que a água atingiu 40 residências. Em pouco tempo a água baixou e ninguém precisou sair de casa.

Em Lages, mais um abrigo foi ativado. Agora são cinco abrigos com 133 pessoas. Nesta segunda-feira, 6, uma geóloga da Udesc vai vistoriar as áreas de risco das famílias que saíram de casa no domingo, para ver se podem retornar. A Defesa Civil Estadual enviou para Lages 288 cestas básicas, 288 kits de limpeza, 748 kits de higiene pessoal,  83 colchões de solteiro e 83 acomodações de solteiro. Para Rio do Sul, foi encaminhado 147 cestas básicas; 526 kits higiene pessoal; 144 galões de água de 5 litros; 147 kits de limpeza; 50 colchões de solteiro e 50 kits acomodações para colchões.

A meteorologista da Epagri/Ciram Gilsânia Cruz informou que a chuva segue até quinta-feira (8). Os valores variam entre 150 e 230 mm de chuva, dependendo da região. “As pessoas devem acompanhar a previsão do tempo diariamente porque os valores e previsão podem mudar”, disse.

Fonte: Epagri/Ciram

Nenhum comentário:

Postar um comentário