sexta-feira, 19 de maio de 2017

Homem que matou jovem de 21 anos será julgado nesta sexta-feira em Catanduvas

Acontece hoje, a partir das 9 da manhã, no Fórum de Catanduvas, o julgamento popular de Disnei Scopel (33). Ele está indiciado em feminicídio. O caso é de 15 de novembro de 2015 em Jaborá. Disnei matou, com três tiros, Tatiane Pimentel (21). Consta que houve discussão e ela deixou a residência onde ambos estavam. Acabou perseguida e morta com dois tiros na cabeça e um na perna em plena via pública, rua Sete de Setembro.

Passados dois dias o homem se apresentou, prestou depoimento em Joaçaba, e foi liberado. Na sequência foi expedida a prisão preventiva. Disnei voltou a se apresentar e acabou, então, preso e assim aguarda o seu julgamento desta sexta (19).

Presidirá a sessão o juiz José Adilson Bitencurt Júnior. Na acusação trabalharão o promotor Flávio Fonseca Hoff com a assistente Maria Heleno Cerino. Na defesa de Disnei está a advogada Monia Lidiane Tonial.

Nesse meio tempo, da apresentação, um familiar de Disnei procurou a polícia dizendo que na casa dos pais do réu, no Distrito de Santa Lúcia, Ouro, estiveram dois homens armados que chegaram em um carro e quebraram vidros da porta da residência. Depois saíram fazendo ameaças dizendo que voltariam. “Ainda dispararam dois tiros para o alto”, contou a pessoa afirmando que estava sozinha em casa e que os pais de Disnei estavam trabalhando.

Em entrevista para a Rural/Rádio 96, na época dos fatos, o delegado Ricardo Saroldi disse que o motivo principal do feminicídio foi ciúme.

Fonte: Rádio Rural

Nenhum comentário:

Postar um comentário