quarta-feira, 24 de maio de 2017

Confirmada segunda morte por gripe em Caçador

Foto:Imagem ilustrativa/Internet
A Vigilância Epidemiológica confirmou nesta terça-feira (23) o segundo óbito por gripe H3N2 em Caçador. Um homem morreu em virtude de complicações por causa do vírus da gripe, que deve ser mais predominante em 2017. Há cerca de três semanas a morte de um adolescente foi a primeira registrada no município.

De acordo com o médico da Vigilância Epidemiológica, Thiago Muniz de Lima, há mais um paciente com suspeita de gripe no município. "Já estamos acompanhando o caso para verificar se trata realmente da doença", explicou.

Desde o início de 2017, foram notificados 491 casos suspeitos e 58 óbitos por Síndrome Respiratória Aguda Grave em Santa Catarina. Sendo 11 casos confirmados pelo vírus Influenza A (H3N2). Os onze óbitos acometeram pacientes residentes em Florianópolis (2 casos), Caçador (2 casos), Águas Mornas, Blumenau, Jaraguá do Sul, Joinville, Lages, Santa Rosa de Lima e São Miguel do Oeste (1 caso cada).

Prevenção contra a gripe é essencial

Além da vacinação, há outras ações de prevenção contra gripe que devem ser mantidas. É importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão ou utilizar o álcool gel, e evitar tocar os olhos, a boca e o nariz após o contato com essas superfícies.

Ficar atento aos sintomas da gripe, que, em geral, são febre alta, calafrios, tosse, dor de cabeça, dor de garganta, cansaço e dores musculares também é essencial. Quem estiver com febre alta, tosse e falta de ar deve procurar uma unidade de saúde em até 48 horas. O tratamento precoce com medicamentos antivirais ajuda a evitar a evolução para formas graves que podem levar a internação e ao óbito.

Fonte: Diário do Rio do Peixe

Nenhum comentário:

Postar um comentário