sexta-feira, 7 de abril de 2017

Pastor é preso por praticar atos sexuais com adolescentes em Campos Novos

Foto:Polícia Civil/Divulgação
A Polícia Civil de Campos Novos cumpriu mandado de prisão na noite desta quinta-feira (6) em desfavor de um pastor pela prática de crimes sexuais, cometidos contra a liberdade sexual de adolescentes.

Segundo o delegado Luís Eduardo Machado Córdova, responsável pelo caso, foi apurado que em meados de 2016, uma adolescente, à época com 12 anos, começou a frequentar a igreja da qual o pastor é líder. Ao conhecer a menina, o líder religioso disse que em breve Deus iria lhe dar uma missão e, que ela deveria cumpri-la. Dias após esse fato, a vítima recebeu mensagem em seu celular dizendo que havia um feitiço em sua vida, e que a única forma de quebra-lo, seria fazendo amor por sete vezes com um homem de muita fé, e que fosse casado. Diante da mensagem, a menina imediatamente procurou o pastor em busca de orientação, quando foi convencida a praticar os atos sexuais com ele.

Já em março de 2017, foi apurado que o pastor habilitou um número de telefone celular em nome de uma fiel, e encaminhou mensagens para duas frequentadoras de sua igreja, com idade de 15 e 16 anos.  Na mensagem, o pastor se passava por um rapaz que dizia ter estudado com as vítimas, e que seu pai era feiticeiro e havia feito um feitiço para destruir a vida das jovens. Como única maneira de desfazer o feitiço, a mensagem dizia que as vítimas deveriam fazer amor por sete vezes com um grande homem de Deus, abençoado e casado, mas que ninguém poderia saber disso, caso contrário, elas poderiam até morrer.

Após receberem as mensagens, as vítimas procuraram o pastor em busca de orientação. Foi assim que ele, valendo-se da sua condição de líder e autoridade no meio em que convive, deu início a uma séria de conversas com as adolescentes visando manter relação sexual com elas.

As mensagens obtidas pela Polícia Civil, revelam que o pastor dizia às vítimas que, de fato, obedecer à mensagem seria a única maneira de "vencer o mal" e que ele estava à disposição para o que fosse preciso. Em trechos das conversas, o pastor chega a falar que inclusive já havia sonhado que isso ia ocorrer, dizendo que aquilo era uma ordem de Deus e elas não tinham escolha, deveriam cumpri-la.

Após a prisão, o pastor foi encaminhado ao Presídio de Campos Novos, onde está à disposição da Justiça.    

Fonte: Caco da Rosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário