terça-feira, 21 de março de 2017

Onda de arrombamentos preocupa moradores de Catanduvas

Moradores de Catanduvas estão apreensivos diante de uma onda de arrombamentos que vem acontecendo no município. Da última quinta-feira (16) até este domingo (19), os bandidos agiram em pelo menos 10 estabelecimentos da cidade.

Os mais recentes casos aconteceram neste domingo (19), no qual um escritório de contabilidade teve suas janelas arrombadas. No local, gavetas e um armário foram vasculhados. Um vizinho viu as janelas abertas e avisou a dona do estabelecimento, que comunicou a Polícia Militar (PM). Já em Linha Águas Claras, interior do Município, uma residência também teria sido alvo.

Neste sábado (18) foi a vez de um posto de combustíveis. O alarme do local disparou e a PM foi até o local mas o suspeito fugiu do local. Entre os demais registros, na noite de quinta-feira (16) uma madeireira, um supermercado e uma loja de celulares foram arrombados. Além disso, outro escritório de contabilidade também teve prejuízos pela ação dos ladrões.

Diante das ocorrências, a sensação é de insegurança por parte da população, que reclama do pouco efetivo de policiais atuando na cidade. Os moradores, cobram ainda, uma resposta aos casos já registrados.

De acordo com o Major Valdeci, da Polícia Militar, um levantamento mais aprofundado sobre as ocorrências está sendo realizado e algumas medidas, como a realizações de operações para coibir estas praticas, serão adotas e para isso pede que a população auxilie no repasse de informações. “Precisamos averiguar o que tem levado a essa onda de furtos. Muitos crimes estão relacionados ao uso de drogas, por exemplo, então, o combate também parte por esse lado. Além disso, precisamos do apoio da população. Muitas vezes as pessoas tem informações importantes mas não repassa por medo de se envolver.” Comentou o Major.

Quanto ao policiamento, o Major Valdeci reforçou que o problema de efetivo atinge todo o estado, mas que mesmo com essa realidade a cidade de Catanduvas tem o número necessário de policiais e que além disso, trabalha com apoio de guarnições de cidades próximas, como é o caso de Vargem Bonita e Jaborá. O major informou ainda que está previsto para maio 35 policiais iniciarem o curso de formação no batalhão de Herval d’ Oeste e que até o final do ano devem reforçar o efetivo das cidades da região Meio-Oeste.

Por parte da polícia Civil, o delegado André Cembranelli destaca que até o momento não se tem suspeitos, mas, inquéritos policiais foram instaurados e as investigações seguem acontecendo para identificar a autoria dos furtos. Em pelo menos três dos locais há câmeras de segurança e as imagens foram repassadas para a Polícia Civil, podendo ajudar nas investigações.

Fonte: Portal Éder Luiz

Nenhum comentário:

Postar um comentário