quarta-feira, 29 de março de 2017

Aurora Alimentos recebe pela 14ª vez o Troféu Onda Verde

Cooperativa foi premiada no 24º Prêmio Expressão de Ecologia

A Cooperativa Central Aurora Alimentos tem entre suas prioridades a preocupação com o meio ambiente. Investe em programas e ações que visam a preservação ambiental. O reconhecimento por essas atitudes veio por meio da 14ª conquista do Troféu Onda Verde do 24º Prêmio Expressão de Ecologia na categoria Controle da Poluição com o Programa Coleta Segura: Destinação Ambiental de Resíduos de Produtos Veterinários.

A entrega ocorrerá no dia 28 de julho de 2017, durante o Fórum de Gestão Sustentável, na sede da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), em Florianópolis.

O prêmio foi criado no ano de 2003 pela Editora Expressão e é reconhecido pelo Ministério do Meio Ambiente como a maior premiação ambiental da região sul do País. Somente nesta edição foram 109 projetos de 80 instituições que concorreram em 17 categorias.

Todos os vencedores desta edição serão destacados no Guia de Sustentabilidade 2017. A publicação anual da Expressão circula em julho e será lançada durante o evento de premiação.

O vice-presidente da Aurora Alimentos Neivor Canton, comemora a conquista de mais uma premiação importante para a Cooperativa. “O programa tem como objetivo promover a conscientização das famílias rurais associadas à Cooperativa Aurora quanto à destinação correta dos resíduos de serviços de saúde animal gerado nas propriedades. Esse é o espírito da cooperação: promover e incentivar ações em prol de um bem comum”, ressalta.

Segundo Canton, a iniciativa atinge as 13 cooperativas do Sistema Aurora que representam mais de 70 mil famílias associadas.

O coordenador do prêmio Expressão de Ecologia, Rodrigo Coutinho, explica que cada categoria tem critérios de avaliação específicos. Um grupo formado por dez jurados representantes dos principais órgãos públicos ambientais do sul avaliam os projetos.

Entre os principais critérios de avaliação estiveram o sistema de gestão e auditoria ambiental institucionalizado na empresa, utilização de melhor tecnologia para o controle da poluição, monitoramento e destino de resíduos e a harmonia da integração com as entidades ambientais, comunidade interna, externa e público consumidor. “A Aurora já conquistou 14 troféus ao longo das 24 edições do prêmio. Isso demonstra o comprometimento da cooperativa com as questões de saúde animal e do meio ambiente, aumentando ainda mais a credibilidade de seus produtos”, considera Coutinho.

CONHEÇA O PROJETO

Os produtores rurais que participam do Programa Coleta Segura: Destinação Ambiental de Resíduos de Produtos Veterinários recebem uma bombona (lixeira) e passam a depositar os resíduos das embalagens de uso veterinário nesse recipiente. A empresa Atitude Ambiental é a responsável pelo recolhimento das embalagens.

As atividades desenvolvidas pelo Programa Coleta Segura, ao nível de campo, incluem: planificação por cooperativa e capacitação de suas equipes técnicas; ­ capacitação e treinamento dos produtores; ­ entrega de bombonas para armazenamento dos resíduos nas propriedades e definição de roteiro e agenda de coleta dos resíduos nas comunidades. “Na agropecuária são utilizadas toneladas de produtos veterinários para a saúde animal, que se descartados inadequadamente podem causar contaminação ao meio ambiente, comprometendo toda cadeia agropecuária. Para solucionar o problema, a Aurora criou em 2010 o Programa Coleta Segura com objetivo de uma destinação ambientalmente adequada a esses resíduos, que são resultado de suas cadeias de produção”, reforça a gerente de Comunicação Social da Aurora Alimentos, Isabel Cristina Machado.

Os principais resíduos sólidos recolhidos e levados para a destinação correta incluem vidros, sacos plásticos, seringas e embalagens rígidas plásticas. São resíduos do Grupo A (risco biológico), do Grupo B (risco químico) e Grupo E (pérfurocortantes).

De acordo com Isabel, o projeto já fez a destinação adequada de mais de 350 mil kg de resíduos. Fazem parte do programa 65% dos 3.478 produtores de suínos, 2.373 produtores de aves e 6.059 produtores de leite da Aurora. “A nossa intenção é de que, em breve, 100% dos produtores participem do programa e passem a destinar seus resíduos de saúde animal com segurança para o meio ambiente e para a agropecuária regional”, complementa.


Fonte: MB Comunicação Empresarial

Nenhum comentário:

Postar um comentário