quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Triatleta salva casal e 3 crianças de Chapecó de afogamento em praia

Carlos contou que corria pela praia por acaso quando
viu família se afogar (Foto: Reprodução/RBSTV)
Um triatleta salvou uma família inteira que estava se afogando no mar na praia do Atalaia, em Itajaí, no Litoral Norte catarinense. O caso aconteceu nesta segunda-feira (16), em um horário em que não havia mais salva-vidas, como mostrou o RBS Notícias desta terça-feira (17).

O pai contou à RBS TV que os três filhos, dois meninos de 11 e 7 anos e uma menina de 4, estavam brincando perto da areia depois das 20h quando uma onda forte os derrubou. Os pais tentaram retirar as crianças do mar, mas todos acabaram sendo arrastados pela força da água.

“O pessoal gritava socorro, socorro. A família inteira foi atrás da menina e não imaginou o perigo que estava correndo”, contou Fabiano Carlos, comerciante que trabalha na praia.

Naquele momento, o triatleta Carlos Wanzuita, que corria pela praia, percebeu que a família se afogava. Ele, que tem treinamento como salva-vidas, não pensou duas vezes e pulou no mar. “Consegui pegar cada um por um braço, vim batendo a perna e tirando do canal e colocal e local seguro, a após tirar todos da água fui ver como estava a menina”, contou Carlos.

Os pais e os dois meninos mais velhos engoliram bastante água, mas estavam conscientes quando foram retirados do mar.

A menina de 4 anos foi a que ficou em estado mais crítico – foi retirada desmaiada da água. Na areia, recebeu atendimento e voltou a respirar (veja no vídeo acima). Em seguida, abraçou o pai. “Fiz os procedimentos que me ensinaram e tentei manter ela tranquila até que chegasse a emergência”, disse o triatleta. A criança foi levada ao hospital, onde ficou em observação.

A família, que é de Chapecó, estava em uma dos pontos mais perigosos para banho de mar em Itajaí. A reportagem mostrou que a área está sempre sinalizada com bandeiras vermelhas.

“Não esperava correr naquele momento, estar treinando àquela hora. Alguma coisa me levou àquele lugar. Só pode ter sido Deus”, disse o triatleta.



Fonte: G1 SC

Nenhum comentário:

Postar um comentário