quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Adolescente acusado de tentativa de homicídio contra policial se apresenta em Campos Novos

Na tarde desta segunda-feira (09), se apresentou na Delegacia Regional de Polícia de Campos Novos, o adolescente de 16 anos principal suspeito pela tentativa de homicídio contra um Policial Civil, acontecido no último sábado em um bairro da cidade. O menor nega que tenha cometido o crime. Mesmo com a negativa por parte do acusado, um pedido de apreensão já havia sido emitido pelo Poder Judiciário de Campos Novos e foi cumprido logo após a sua apresentação na delegacia.

Testemunhas que assistiram à cena e o depoimento da vítima auxiliaram na identificação do autor. As informações foram repassadas pelo Delegado Regional de Polícia de Campos Novos Thiago Fernando dos Santos Reis na manhã desta terça-feira (10). “Desde os primeiros minutos da ocorrência do último sábado, as policias Civil e Militar de Campos Novos se mobilizaram e realizaram diversas rondas tanto no sábado quanto no domingo nos locais de onde o acusado poderia estar, várias informações foram repassadas sobre o seu paradeiro por populares, mas não obtivemos êxito na apreensão do mesmo” disse o Delegado.

Policiais de municípios vizinhos além das guarnições dos estados do Paraná e Rio Grande do Sul estavam de sobreaviso e prontos para apreender o suspeito assim que ele fosse localizado. O adolescente de 16 anos já é um velho conhecido do meio policial pela prática de diversos delitos. Após a apresentação foram realizados os procedimentos na delegacia e posteriormente encaminhado para um Centro de Internação Provisória onde permanece à disposição da Justiça.

Apesar do suspeito ter se apresentado à polícia, o inquérito ainda não foi concluído. O delegado responsável pela DEPCAMI (Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso), Dr. Luís Eduardo Machado Cordova, passa a ser o responsável pelo caso, que apura ainda a participação de uma segunda pessoa que estaria pilotando a moto e levou o suspeito para cometer o crime.

O estado de saúde do Policial permanece estável e não corre risco de morte.

De acordo com o Art. 143 do Estatuto da Criança e do Adolescente Lei 8069/90:

ECA – Lei nº 8.069 de 13 de Julho de 1990 – Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências:

ART. 143. E vedada a divulgação de atos judiciais, policiais e administrativos que digam respeito a crianças e adolescentes a que se atribua autoria de ato infracional.

Parágrafo único. Qualquer notícia a respeito do fato não poderá identificar a criança ou adolescente, vedando-se fotografia, referência a nome, apelido, filiação, parentesco e residência.

Parágrafo único. Qualquer notícia a respeito do fato não poderá identificar a criança ou adolescente, vedando-se fotografia, referência a nome, apelido, filiação, parentesco, residência e, inclusive, iniciais do nome e sobrenome. (Redação dada pela Lei nº 10.764, de 12.11.2003)

Fonte: Simpatia FM

Nenhum comentário:

Postar um comentário