quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Polícia não vai aceitar denúncias anônimas sobre crimes eleitorais

A Polícia Civil esteve reunida na manhã desta quarta-feira (10) para tratar da forma de atuação das equipes durante o período eleitoral. No encontro, foram repassadas aos policiais civis as diretrizes estipuladas pelos juízes e promotores da região, bem como as regras que deverão ser seguidas para as investigações em inquéritos de crimes eleitorais.

Para manter a absoluta imparcialidade nas apurações, nenhum policial civil fará investigação eleitoral em sua unidade de lotação. “Os crimes envolvendo candidatos e apoiadores em Ipira, por exemplo, serão investigados pelo policial civil lotado em Jaborá. Em Joaçaba, o SIC Catanduvas conduzirá os levantamentos, em Herval d'Oeste será o SIC Capinzal responsável, em Catanduvas o SIC Joaçaba e em Capinzal o SIC Herval d'Oeste”, explicou delegado regional Daniel Régis, ao acrescentar que nenhum policial civil em atividade poderá se envolver em campanhas, ainda que fora de sua área de atuação. “Manteremos os laços estreitos com a Polícia Militar, o Ministério Público e o Judiciário para a manutenção da ordem e a lisura do pleito”, completou.

Denúncias eleitorais

Daniel Régis também deixou claro que, por determinação da Justiça Eleitoral, nenhuma denúncia anônima será recebida, devendo o comunicante identificar-se formalmente através da lavratura de boletim de ocorrência para que seja possível a apuração tanto da procedência do crime eleitoral, quanto eventualmente da denunciação caluniosa.

Fonte: Portal Caco da Rosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário