quinta-feira, 30 de julho de 2015

Julho mais quente dos últimos anos em Santa Catarina

Foto:Imagem ilustrativa
Os catarinenses não param de comentar sobre a ausência de frio neste inverno. Nos primeiros 21 dias do mês de julho, a temperatura mínima do ar ficou acima do normal no Estado. As anomalias positivas de temperatura do ar, ou seja, os dados observados estão acima da média esperada para o mês, muito acima da normalidade.

As estações meteorológicas de Chapecó e São Miguel do Oeste, no oeste de Santa Catarina, registraram uma anomalia de 1,3°C e 2,3°C acima da média mensal respectivamente. Este fato não acontecia desde o ano de 2013.

No Meio Oeste, os municípios de Caçador e Videira não registravam um julho com mínimas acima da média desde 87. Em Caçador o valor médio esperado é de 9,2°C e, anomalia está 3,7°C acima deste valor. Videira possui uma média mensal de temperatura mínima de 10°C, o valor registrado até agora é de 3,4°C acima da normalidade.

O fato também ocorreu em Campos Novos e Ponte Serrada com 2,1°C de anomalia acima do previsto em média, desde de 2006 e 2001 respectivamente, não era registrado um julho tão pouco frio.

No Planalto Sul, Lages e São Joaquim também tem um julho com mínima acima da normalidade, porém não muito diferente do que ocorreu ano passado. Até agora, Lages está 1,1°C acima da média histórica assim como 0,9°C em São Joaquim.

Urussanga no Litoral Sul registra a maior mínima deste julho, com 3,7°C acima da normal climatológica de 12,7°, o último julho tão quente quanto este foi registrado em 1961.

Na região do Vale do Itajaí, Blumenau registrou anomalia de 2,3° C acima da média 15,8°C. Em Indaial, o valor acima do normal está em 2,4°C, o que não ocorria desde o ano de 1973, e, Ituporanga com uma das maiores mínimas do estado com 3,6°C acima da média histórica.

O mês de julho deste ano está sendo considerado até agora como atípico. Temperatura mínima acima da media a muito acima da média em todas as regiões, com poucos registros de incursão de massas de ar frio e seco, consequentemente com geadas isoladas e sem registro de neve até o momento.

Fonte: Epagri/Ciram


Nenhum comentário:

Postar um comentário