quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Dois acidentes acontecem no mesmo local na BR-282 em Joaçaba

Dois acidentes aconteceram em uma curva próximo ao CPJ, na BR-282, nesta quarta-feira, 18. No local, vários acidentes já aconteceram.

O primeiro ocorreu pela manhã, onde um caminhão com placa de Indaial, saiu da pista e tombou às margens da BR.

Já na parte da tarde uma carreta de Chapecó ficou atravessada na pista após o motorista deslizar devido a água acumulada no asfalto.

Em ambos os acidentes felizmente não houve feridos.

Devido à chuva a Polícia Rodoviária Federal recomenda que os motoristas tenham mais cuidado no trecho.





Fonte: Éder Luiz.

Caminhão capota na SC-135 e deixa duas pessoas mortas, em Tangará

 Uma tragédia foi registrada na tarde desta quarta-feira (18) na SC-135, em Tangará. Um caminhão Mercedes-Benz saiu de pista e capotou. A ocorrência foi registrada por volta da 14h no km 133 da rodovia, na comunidade de São Marcos, interior do município, em frente a uma fábrica de artefatos de cimento.

Segundo a Polícia Militar Rodoviária, dois homens que ocupavam o veículo não resistiram aos ferimentos. O caminhão ficou com os rodados virados para cima, obstruindo parcialmente o trânsito.

O Corpo de Bombeiros de Tangará trabalhou para fazer a remoção dos corpos da cabine, uma vez que ficaram presos nas ferragens. O Instituto Geral de Perícias também foi acionado para remover os cadáveres até o IML.

O caminhão pertence a uma empresa frigorífica e tem placas de Pinheiro Preto (SC). Os detalhes sobre as vítimas ainda não foram confirmados. Há suspeita de que o caminhão – que ficou completamente destruído – tenha apresentado problemas mecânicos.






Fonte: Michel Teixeira.

Polícia Militar Ambiental fiscaliza desmatamentos na região

O comando da Polícia Militar Ambiental deflagrou nesta semana a “Operação Mata Atlântica em Pé III”, que visa fiscalizar e constatar a ocorrência de desmatamentos em áreas cobertas por vegetação nativa, pertencentes ao bioma Mata Atlântica em diversos municípios de Santa Catarina. A operação se estende até o dia 20 de setembro.

Os policiais militares ambientais do 2º Pelotão de Joaçaba irão intensificar a fiscalização destas áreas de floresta nativa, buscando verificar in loco a situação da vegetação e possíveis áreas desmatadas deste bioma, que é protegido por lei. A atuação da Polícia Militar Ambiental, através da Unidade de Joaçaba, compreenderá no âmbito de sua circunscrição, uma área que abrange 39 municípios.

As áreas em foco nesta fiscalização foram previamente levantadas através de acompanhamentos de imagens obtidas por satélites. Com a constatação dos desmatamentos nas áreas vistoriadas, protegidas por lei, os envolvidos serão submetidos ao devido processo administrativo e criminal ambiental, além da obrigação de reparar/recuperar o dano ambiental.

A Operação, que é de repercussão nacional, estará acontecendo ao longo desta semana em 17 dezessete Estados do país. Em Santa Catarina, além da Polícia Militar Ambiental, a Operação conta com o apoio do Instituto do Meio Ambiente de SC (IMA) e do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC).

Fonte: Caco da Rosa.

Bolsonaro sanciona projeto que amplia posse de arma em propriedades rurais

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta terça-feira (17) o projeto que amplia a posse de arma dentro de uma propriedade rural. O texto agora passa a valer como lei.

Pelas regras atuais do Estatuto do Desarmamento, o dono de uma fazenda, por exemplo, só poderia manter uma arma dentro da sede da propriedade. Com a nova norma, ele poderá andar armado em toda a extensão do imóvel rural.

O projeto foi aprovado pela Câmara dos Deputados em agosto (veja no vídeo no fim da reportagem) e tem teor semelhante ao de um decreto editado por Bolsonaro que trata do registro e da posse de armas de fogo.

O decreto já previa que a posse de arma valesse para "toda a extensão da área particular do imóvel, edificada ou não", mesmo quando se tratasse de imóvel rural.

O texto aprovado pela Câmara estabeleceu a chamada "posse rural estendida". Ou seja, permitiu que a posse de arma se estenda por toda a propriedade rural.

Ao chegar a Brasília nesta segunda (16), após passar por uma cirurgia para a correção de uma hérnia, Bolsonaro disse que não iria "tolher ninguém de bem a ter seu porte ou posse de arma no campo". O prazo limite para a sanção era esta terça.

O direito à posse é diferente do direito ao porte (autorização para transportar uma arma fora de casa).
De acordo com o Palácio do Planalto, a nova lei é uma "salutar proposição legislativa", que dá "segurança jurídica" para o proprietário rural andar armado pelo imóvel.

Evento fechado

Bolsonaro sancionou o texto em um evento fechado no Palácio do Planalto. O presidente voltou a Brasília nesta segunda, após cirurgia e internação em São Paulo para corrigir uma hérnia. A determinação médica era que o presidente voltasse a trabalhar apenas na próxima quinta-feira (19).
De acordo com o relator do projeto, deputado Afonso Hamm (PP-RS), um dos presentes à cerimônia, Bolsonaro "fez questão" de participar da solenidade.

"Como hoje era o prazo limite para sancionar essa lei, ele fez questão pessoal de que ele assinasse. E por isso foi feito esse ato", disse Hamm.

"Ele fez um gesto de proximidade mesmo com dificuldade de caminhar", acrescentou o deputado.
Outros projetos sancionados

De acordo com a assessoria do Palácio do Planalto, Bolsonaro sancionou ainda outros três projetos nesta terça. As novas leis preveem que:
o laço, uma das provas típicas do rodeio, seja incluído em uma lei de 2016 e elevado “à condição de manifestação cultural nacional e de patrimônio cultural imaterial”. O rodeio e a vaquejada já têm esse status.

mães possam amamentar seus filhos durante a realização de concursos públicos federais, por um prazo de 30 minutos a cada duas horas.
agressores sejam obrigados a ressarcir o Estado nos custos de atendimento das vítimas de violência doméstica e familiar, tanto no Sistema Único de Saúde (SUS), quanto nos dispositivos de segurança fornecidos.

Fonte: G1.

terça-feira, 17 de setembro de 2019

TJ/SC destina mais de R$40 Mil reais para o Residencial N. Sr.a de Fátima


A necessidade de atendimento especializado para idosos no Meio-Oeste catarinense fez a Associação Filhas de São Camilo transformar o então hospital do município de Erval Velho em lar para melhor idade. As mesmas estruturas, física e de profissionais, foram mantidas. Em 2018 as atividades transcorreram de maneira experimental e neste ano o Residencial Nossa Senhora de Fátima se efetivou.

Através de um projeto inscrito no Tribunal de Justiça de Santa Catarina, no próximo dia 20, a associação receberá o montante de R$ 46.150,00 e poderá dar início ao processo de readequação e ampliação do lar.

A administradora do residencial, irmã Eva Muczinski, explica que a obra da nova ala já começou, mas como era para ser um hospital o espaço precisa de alterações. Sete projetos estão com o Corpo de Bombeiros local para avaliação e expedição de alvará. “O valor que vamos receber será utilizado para pagar os custos dos projetos. Desta forma, podemos focar nossas promoções para compra de materiais de construção e acabamentos que são os próximos passos”, comemora a administradora.

Irmã Eva conta que a ideia é usar o novo prédio para abrigar os idosos. Assim, a capacidade passará de 35 para 50 leitos. O local utilizado atualmente servirá para atendimentos especializados como fisioterapia, consultas médicas, serviços de saúde e bem-estar, oficinas de confeitaria e demais atividades realizadas no lar.

Hoje o residencial está com todas as vagas ocupadas e se mantém com 70% da renda dos usuários, além de doações dos familiares. Os idosos têm idades entre 60 e 96 anos e moram no local. São oriundos de diferentes municípios da região e recebem assistência 24 horas por dia.

Esta é a primeira vez que o lar é contemplado com projeto do Poder Judiciário. Outros dois projetos de menor valor estão inscritos para a etapa local, na comarca de Joaçaba, solicitando apoio para compra de alimentos e materiais de construção.


Fonte: TJ/SC

Populares e PM evitam que homem se jogasse da ponte entre Joaçaba e Herval d‘Oeste


A percepção de populares e a vontade de ajudar o próximo salvaram uma vida em Joaçaba e Herval d’Oeste no início da tarde desta terça-feira (17). No mês onde são realizadas ações do “Setembro Amarelo”, de prevenção aos casos de suicídio, um motorista que passava pela ponte Jorge Lacerda, por volta das 13h, percebeu a fragilidade de um ser humano num momento difícil e agiu de modo a evitar que ele fizesse parte das estatísticas do Governo que apontam que todo ano no Brasil são registrados mais de 12 mil casos de suicídios.

O motorista parou o carro, em cima da ponte, e com ajuda de outras pessoas, segurou a vítima que já estava na borda da ponte, prestes a cair na água. A Polícia Militar e o SAMU chegaram de forma rápida ao local e conseguiram mobilizar o homem que em seguida foi levado ao Hospital.

A percepção de terceiros, e também das forças de segurança pública, foram vitais na vida desta pessoa que agora precisará de ajuda para seguir sua luta e buscar o equilíbrio mental frente as dificuldades que enfrenta.

Fonte: Radio Catarinense.

Chuva forte no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina nesta terça

Uma  frente fria se afasta da costa do Sul do Brasil nesta terça-feira, 17 de setembro, mas ainda deixar fortes áreas de instabilidade influenciando o tempo sobre a Região. Raios, chuva e ventos fortes são esperados para áreas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, enquanto o calor e o tempo seco predominam no Paraná.  O Sul vai passar por várias mudanças no tempo até o fim desta semana. 

Chuva forte no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina

A previsão para esta terça-feira é de que chova com moderada a forte intensidade entre a tarde e a noite, no centro-oeste do Paraná.  Para o norte do Rio Grande do Sul e o leste de Santa Catarina, incluindo Florianópolis, a previsão é de chuva de moderada a forte intensidade, a qualquer hora do dia e muita nebulosidade, mas o sol deve aparecer em alguns momentos.  A previsão para a região de Porto Alegre, e todo o centro-oeste gaúcho, onde estão a região de Santa Maria e de São Luiz Gonzaga, é de um dia com chuva frequente, volumosa e forte.  

No sul do Rio Grande do Sul, incluindo a região de Uruguaiana e de Bagé,  uma massa de ar frio de origem polar deixa a temperatura baixa. A sensação é de frio. A previsão é de um dia de sol entre muitas nuvens, sem condições para chuva. 

Ventos fortes e queda na temperatura

No Rio Grande do Sul e em Santa Catarina as rajadas de vento nesta terça podem alcançar velocidades entre 60km/h a 80km/h e a temperatura deve ter acentuada queda.  A temperatura vai ficar amena o dia todo.

Paraná quente e seco

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a temperatura na tarde da segunda-feira, 16 de setembro, chegou aos 39,0°C em Cidade Gaúcha e em Diamante do Norte, as duas cidades no norte paranaense. 

Nesta terça-feira, o sol, o calor e o ar seco vão predominar sobre o Paraná, incluindo Curitiba, e a circulação dos ventos marítimo vai estimular a formação de muitas nuvens apenas sobre o litoral do estado, onde o dia será de sol pode aparecer um pouco.

Apenas o litoral do Paraná não vai ter níveis de umidade abaixo do ideal. No norte do estado, a umidade do ar vai chegar entre 12% e 20% nas horas mais quentes do dia e entre 21% e 30% nas demais áreas. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o ideal para não prejudicar a saúde humana é que a umidade no ar fique acima de 60%.

Quarta com chuva no Paraná
Áreas de instabilidade vão se espalhar mais sobre o Sul do Brasil na quarta-feira, 18 de setembro, e deve voltar chover sobre praticamente todo o estado do Paraná, incluindo Curitiba. As pancadas de chuva devem ocorrer à tarde e à noite. Algumas pancadas podem ser moderadas a fortes. Ainda faz calor no Paraná.

A previsão para Santa Catarina é de chuva a qualquer hora do dia e muitas nuvens. Há risco de chuva moderada a forte.

A chuva no Rio Grande do Sul vai se concentrar apenas na região norte. Para a região de Porto Alegre e para a faixa centro-oeste do estado, a previsão é de sol entre muitas nuvens. No sul gaúcho, o dia será de sol.

A quarta-feira será um dia com temperatura amena em todo o Rio Grande do Sul e em Santa Catarina.

Fonte: Clima Tempo.

Falta de água potável começa a afetar interior de Campos Novos

A estiagem vem provocando preocupação aos agricultores de Santa Catarina. O solo seco dificulta o desenvolvimento de várias lavouras. Até mesmo a produção de leite foi afetada em algumas regiões.

Devido à estiagem alguns produtores do Município podem estar sofrendo com a falta de água potável nas propriedades rurais.

A fim de auxiliar e minimizar esse problema, a Secretaria de Agricultura de Campos Novos disponibiliza o cadastramento para esses casos.

De acordo com o secretário, João Batista Ramos de Almeida (Tita), os produtores devem procurar a Secretaria para obterem ajuda.

Já foram registradas ocorrências de falta de água potável para o consumo nas comunidades de Pinhal Preto e Guarani, onde a Secretaria de Agricultura já prestou apoio.

Fonte: GIRO DE NOTÍCIAS – Jornalismo Simpatia FM

Semana Farroupilha está sendo celebrada


A Revolução Farroupilha, também conhecida como Dia do Gaúcho, é celebrado em 20 de setembro. Esta data é considerada feriado estadual no Rio Grande do Sul.

O Dia do Gaúcho consiste numa homenagem a um dos episódios históricos mais importantes para a comunidade gaúcha: a Revolução Farroupilha ou Guerra dos Farrapos, que teve início em 20 de setembro de 1835 e terminou em 1º de maio de 1845, período que passou a história deste estado como o "Decênio Heroico".

A Revolução Farroupilha foi uma revolta regional contra o Governo Imperial do Brasil na qual os revoltosos queriam separar-se do Império do Brasil. Durou aproximadamente 10 anos e recebeu este nome por conta dos farrapos que seus participantes vestiam. A revolução chegou ao fim após ser feito um acordo de paz entre as partes envolvidas.

O Dia do Gaúcho está incluído dentro da Semana da Farroupilha, uma celebração da cultura e das tradições gaúchas, que ocorre anualmente entre 14 e 20 de setembro, no estado brasileiro do Rio Grande do Sul.

A Semana Farroupilha foi aberta oficialmente no sábado (14) em Porto Alegre, com o acendimento da chama crioula no Palácio Piratini, sede do governo gaúcho. Quem passou a centelha para o candeeiro foi o governador em exercício, Ranolfo Vieira Júnior, após recebê-la do grupo de cavalarianos que percorreu 462 quilômetros entre Tenente Portela e a Capital.


Em 2019, a Semana Farroupilha tem como tema " A Vida e a Obra de Paixão Côrtes", que morreu no ano passado, aos 91 anos.

A chama crioula fica no Palácio Piratini até o feriado de 20 de Setembro – ponto alto das comemorações da Semana Farroupilha.

Tradicionalmente, durante o Dia do Gaúcho, são organizadas festas nos CTG’s (Centros de Tradição Gaúcha) que ressaltam os costumes típicos deste povo, como a culinária, vestimentas, danças e apresentações musicais.

Fonte: Calendário Brasil e G1.

Terça-feira deve ser de sol entre nuvens em Santa Catarina


A terça-feira (17) deve ser de sol entre nuvens em todas as regiões de Santa Catarina. Diferente de segunda, as temperaturas devem ficar mais amenas, variando entre 20°C e 23ºC, de acordo com a Central NSC de Meteorologia.

O calor aparece de forma restrita no Oeste, onde há previsão de 31°C a 33°C. Na região o sol predomina.

No Sul, Litoral, Norte e Vale do Itajaí o dia deve ser bem nublados. Há pequena chance de chuva para o Sul e a Serra.

Fonte: G1/SC

segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Presença de javalis preocupa área rural no Oeste catarinense

Imagem ilustrativa/Internet
O javali tornou-se um tormento para os produtores rurais de todo o Estado porque destrói as plantações e ameaça a vida das pessoas que trabalham na área rural. Atendendo apelo da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (FAESC), o governo do Estado regulamentou a caça, a captura e o abate desses animais em território barriga-verde. Para fazer o controle populacional e a prevenção desses animais na região Oeste, a FAESC, o Sindicato Rural de Chapecó e a Polícia Militar Ambiental (PMA) lançaram um projeto piloto no último sábado (14), na comunidade de Rodeio do Herval, no distrito de Marechal Bormann, em Chapecó. São parceiros da iniciativa a Cidasc, ICasa, Aurora Alimentos, Cooperalfa, Sindicarne, Epagri e Embrapa.

No encontro, os produtores rurais receberam orientações sobre como proceder com a presença de javalis. O presidente do Sindicato Rural de Chapecó, Ricardo Lunardi, apontou a importância da preocupação com o tema. “É uma questão recente, mas que não podemos ignorar. Sabemos que além do dano econômico nas propriedades, existe o risco sanitário e precisamos nos conscientizar e nos precavermos. Nossa intenção é esclarecer o que pode ser feito, em segurança, para minimizar os efeitos da presença do animal nas propriedades”, afirmou.

O comandante da PMA, coronel Adair Alexandre Pimentel, frisou que será realizado um mapeamento dos animais para que possa ser mensurada a quantidade de javalis na região e o controle dos mesmos.

Durante a reunião, foram destacadas as práticas adequadas para minimizar os danos da presença de javalis nas propriedades e de que maneira os produtores rurais devem proceder caso avistem animais. “Sempre que se ver um javali ou o dano provocado por ele, o produtor deve procurar o Sindicato, que orientará como fazer o registro. Os técnicos do ICasa serão os responsáveis pelo registro no site, que terá coordenadas geográficas e os profissionais da PMA, em parceria com a Aurora, vamos gerar um mapa mensal das ocorrências”, comentou.

A partir disso, a PMA fará a ponte entre o produtor e os controladores autorizados, para que possam ir até a propriedade e abater o javali. “São pessoas devidamente autorizadas que têm a permissão da PMA ou do Ibama, a autorização do Exército para transitar com a arma e possuem o aval para executar essa ação apenas naquela propriedade”, orientou Pimentel.

O comandante explicou, ainda, que os produtores também estão autorizados a utilizarem armadilhas, que têm um padrão específico e seguem protocolo de utilização. Nesse caso, o animal pode ser abatido pelo produtor, também com algumas regras. “Lembrando que o trânsito com a carcaça do animal é proibido, sob pena de autuação. Também não orientamos o consumo da carne. Se a família decidir fazê-lo, é por sua conta e risco. A orientação é que o animal seja enterrado na propriedade”, ressaltou.

            TESTES

A presidente da Cidasc, Luciane de Cássia Surdi, salientou a grande preocupação gerada pela presença dos javalis na região em relação à questão sanitária. De acordo com ela, a Cidasc tem um projeto, juntamente com a Embrapa e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, no qual se colhe material dos javalis abatidos para pesquisa de possíveis doenças nesses animais. “Precisamos saber se existem doenças nesses animais e sanar o risco de disseminação. Considerando que Santa Catarina é um grande exportador de carne suína, temos que preservar a sanidade de todas as formas, controlando a população de javalis e também monitorando possíveis doenças”, alertou.

Luciane explicou que os controladores são treinados pela Cidasc e recebem kits com todo o material necessário para fazer a coleta das amostras, que são testadas posteriormente.

O presidente da associação de moradores da Linha Rodeio do Herval, Antônio Martini, comentou a importância da ação. “O pessoal tem visto com frequência os animais aqui na região, com um número significativo bem próximo das propriedades. A comunidade é uma região produtora, nossa maior preocupação é com os danos nas lavouras. Os produtores não sabem como agir e, por isso, foi muito importante essa explicação do que pode ser feito legalmente, minimizando o problema com o amparo da legalidade”, frisou.

Esses animais exóticos formam populações fora de seu sistema e representam ameaças ao meio ambiente, causam enormes prejuízos à economia, à biodiversidade e aos ecossistemas naturais. As perdas econômicas decorrentes das invasões biológicas nas culturas, pastagens e nas áreas de florestas são imensas.

ABRANGÊNCIA

O projeto para o controle dos javalis atenderá todos os municípios que fazem parte da área de atuação do Sindicato Rural: Chapecó, Caxambu do Sul, Cordilheira Alta, Coronel Freitas, Guatambu, Nova Itaberaba e Planalto Alegre. A apresentação da iniciativa percorrerá as comunidades dos municípios de abrangência.

Fonte: MB Comunicação.

Dois homens morrem atropelados trocando pneu de carro na BR-470

Foto: PRF/Divulgação
Dois homens morreram atropelados na madrugada desta segunda-feira, 16, enquanto trocavam pneu de um veículo na BR-470 em Pouso Redondo (SC), no Vale do Itajaí.
Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o atropelamento foi registrado à 0h30 no km 166,8 da rodovia. As vítimas eram ocupantes de um Fiesta com placas de Otacílio Costa, eles estavam na rodovia, fora do veículo trocando um pneu quando foram atingidos.
Ainda segundo a PRF, uma Fiat Fiorino, com placas de Campo Belo do Sul (SC), atingiu os dois homens. Após o acidente, a Fiorino caiu em uma ribanceira a mais de 200 metros do local, dentro de um córrego.
Morreram um homem de 31 e outro de 36 anos, de acordo com a PRF. O motorista não foi localizado até as 9h desta segunda-feira. O Corpo de Bombeiros faz buscas.

Acidente serve de alerta para motoristas tomarem mais cuidado em rodovias com intenso movimento de carros e caminhões. O recomendado é sempre sinalizar bem o local quando tiverem que parar às margens das rodovias.

Fonte: Clic RDC

SC alcança faturamento de US$ 2 bilhões com exportação de carnes em 2019

Com acesso aos mercados mais exigentes do mundo, Santa Catarina amplia exportação de carnes e chega a um faturamento de US$ 2 bilhões em 2019. Carro chefe das exportações catarinenses, o agronegócio aumentou em 20,2% os embarques de carne suína e de frango este ano, gerando receitas 25,6% maiores.

De janeiro a agosto, Santa Catarina vendeu 909,2 mil toneladas de carne de frango para o mercado externo - isso representa 33,4% de todo volume exportado pelo país e um aumento de 20% em relação ao mesmo período de 2018. Ao longo do ano, o estado ampliou os embarques para mercados importantes como Japão (+6,3%), China (+13,7%), Emirados Árabes (+46,2%) e Arábia Saudita (+32,3%), chegando a um faturamento de US$ 1,58 bilhão.

"As exportações do agronegócio catarinense vêm numa crescente. Mercados importantes estão aumentando as compras e a tendência é de que essa onda continue no restante do ano. O cenário internacional é muito favorável para Santa Catarina, um estado que investe muito na saúde dos animais, na defesa agropecuária e que é reconhecido pela qualidade dos seus produtos. Essa é uma conquista de todos os catarinenses", destaca o secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Ricardo de Gouvêa.

Carne suína

As exportações de carne suína também mantém o crescimento ao longo do ano. De janeiro a agosto, Santa Catarina respondeu por 57,7% dos embarques nacionais - totalizando 266 mil toneladas, um aumento de 20,5% em relação ao ano anterior.

A China, principal mercado de Santa Catarina, responde por 41,8% do faturamento com as exportações de carne suína em 2019. O estado já embarcou 104,8 mil toneladas com destino ao gigante asiático e a tendência é de que esse volume aumente ainda mais. "O setor segue com boas expectativas para este ano, uma vez que a China deve continuar aumentando suas importações de proteínas de origem animal, em função da drástica redução no rebanho suíno causada pelo surto de Peste Suína Africana que o país atravessa. Nesse cenário, o Brasil, e em especial Santa Catarina, possui condições de atender parte dessa demanda adicional, tendo em vista a competitividade dos seus produtos e as boas condições sanitárias da produção animal", explica o analista do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa), Alexandre Giehl.

Além da China, outros compradores seguem ampliando as importações. O Chile, por exemplo, já adquiriu 29,9 mil toneladas da carne suína catarinense este ano - 46,6% a mais do que no mesmo período de 2018.  O estado também retomou as exportações para a Rússia e os volumes já chegam a 7,5 mil toneladas.

Os números são divulgados pelo Ministério da Economia e analisados pelo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa).

 Fonte: Assessoria de Comunicação.

Campeonato municipal de futsal de Erval Velho inicia no próximo sábado


Inicia no próximo sábado, dia 21, o Campeonato Municipal de Futsal de Erval Velho. Os jogos serão realizados no Centro Esportivo (Ginásio) aberto para o público prestigiar.


CHAVE ''A''                                                               CHAVE ''B''

1 BOTAFOGO CANHADÃO                                   8 HOTEL MAICHEL

2 ROMA F.C.                                                             9 COPÉRDIA

3 REAL MADRUGA                                                10 SÃO JOAO FUTSAL

4 BORUSSIA DORTMUND                                     11 CONSTRUTORA MORAES

5 PRAÇA SÃO JOSE                                                12 ZS F.C.

6 MECÂNICA TREVO F.C.                                     13 COLINA F.C.

7 BRUNETTO LAVACAR                                       14 GURIZADA DO GRINGO


VETERANO

CHAVE “A”

1 BOTAFOGO CANHADAO

2 UNIAO A

3 UNIAO B

4 MOTOCA CONSTRUÇÕES

5 ALAGADO FUTSAL

FEMININO

1 ERVALENSE FUTSAL

2 UMBB

3 MONTE ALEGRE


4 GLADIADORAS DO FUTSAL


No sábado, as disputas acontecem entre as seguintes equipes:

17:00h Roma F.C X Brunetto Lava Car A

 17:50h Construtora Moraes X ZS F.C B

 18:40h São João Futsal X Colina F.C B

19:30h Real Madruga X Mecânica Trevo F.C A

 20:20h Copérdia X Gurizada do Gringo B

 21:10h Borussia Dourtmund X Praça São José A


domingo, 15 de setembro de 2019

Em mais um desafio ciclístico, Erval Velho conquista mais três belas colocações

Neste domingo, dia 15, foi dia de desafio ciclístico também na cidade de Luzerna. Cerca de 350 ciclistas participaram do DESAFIO CIDADES MTB que teve concentração no Centro de Evento São João Batista na Av. Frei João e largada as 8:00 horas.

Erval Velho foi mais uma vez representado pela ACEV com os seguintes atletas: Ronei Tonial, Bruno Fracaro, Luiz H. Felipe, Thiago Gemelli, Monaliza Gemelli, Bruno Formighieri, Renatinho, Cledir Poletti, Joel Vettori, Gizeli Felipe, Daniela Mattos, Jucimara Beviláqua, Idinei Recalcatti, Flávia Recalcatti, Iago Gemelli, Darlan, Milena e Edson Pirovano.

No percurso ''Pancadão'' de 74km/2000m de altimetria, o qual é indicado para ciclistas experientes, habituados a pedalarem longas distâncias com trilhas difíceis, a ACEV ficou com as seguintes colocações:

1° Lugar: Edson Pirovano
4° Lugar: Bruno Fracaro
Feminino: 2° Lugar: Monalisa Gemelli



PARABÉNS GALERA!


Por: Yuri Ferrari/Rádio Erval FM.