quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Mais de 200 homens participam do evento relacionado à Campanha "Novembro Azul" em Erval Velho

Fotos: Christian Conte.
A Administração Municipal de Erval Velho, por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde do município realizou nesta quarta-feira (26), no Centro Esportivo e Educacional, um evento em prol da Campanha "Novembro Azul". Cerca de 240 homens participaram da atividade. De acordo com Adriana Galhotto dos Santos, diretora de Programas Especiais da unidade de saúde municipal, o principal objetivo da mobilização é conscientizar os homens, da importância dos exames que detectam precocemente o câncer de próstata e outras doenças masculinas além de fazer com que os participantes aderissem alguns exercícios físicos propostos durante o encontro. 

Adriana salientou que por muitas vezes a classe masculina trabalha demais e que ao entrar em uma "zona de conforto", os homens deixam as atividades físicas saudáveis de lado. A diretora afirmou que o posto de saúde está de portas abertas, para orientar os homens e realizar todos os exames necessários para que os mesmos mantenham uma vida saudável. 

A mobilização iniciou por volta das 13h00. O prefeito de Erval Velho, Walter Kleber Kucher Junior, falou em seu discurso que a atividade é de extrema importância: "Gostaria de agradecer a presença do grande número de homens presentes no evento. A atividade é extremamente importante, uma vez que faz um alerta a classe masculina sobre a detecção precoce do câncer de próstata, além de outras doenças. Vejo que os homens estão cada vez mais preocupados com a questão do câncer de próstata. Parabenizo toda a equipe da secretaria de saúde, que organizou a atividade", comentou Junior. 

Durante a mobilização foram realizadas atividades físicas e culturais como: Dança da Cadeira, Chute no Gol, Bola na Cesta, Provas de Arremesso entre outras. O diretor de Esportes da Comissão Municipal de Esporte do município, Norberto Conte, auxiliou os trabalhos da secretaria. 

Por volta das 16h00 foi servido um lanche a todos os participantes.Toda a equipe da unidade de saúde ajudou na mobilização.  O Vice-Prefeito de Erval Velho Reginaldo Alberto Lisot e os vereadores Ronaldo Piovesan e Acyr da Silva marcaram presença no evento.








































Texto: Christian Conte/Rádio Erval FM/Jornal Pauta da Semana.


Caçador: Mulher conhecida como 'viúva-negra' é presa suspeita de matar 4 maridos

Mulher era beneficiada no seguro de vida das vítimas

Uma mulher de 46 anos foi presa na manhã desta terça-feira (25) em Caçador, no Oeste catarinense, sob suspeita de matar quatro maridos em 14 anos para se beneficiar do seguro de vida deles. Devido aos crimes, ela ficou conhecida como 'viúva-negra'. O filho dela, de 21 anos, também foi detido por suspeita de envolvimento no último crime, contra o próprio pai.

Segundo o delegado Fabiano Locatelli, a investigação começou há cerca de 4 meses, após a morte de um homem de 60 anos, ex-marido e pai do filho dela. Conforme o relato, ele foi encontrado morto dentro de uma caminhonete na SC-350 em 25 de junho deste ano depois de supostamente sofrer um infarto.

O acidente teria sido provocado por uma saída de pista e o carro entrou em um matagal. Quase 20 dias depois da suposta colisão, a polícia recebeu uma denúncia anônima informando que a vítima havia feito dois seguros de vida no valor de R$ 1,26 milhão cujo filho era o beneficiado.

Com base nas informações, a polícia pediu uma nova análise do sangue e da urina do homem. O laudo apontava vestígios de substâncias químicas que, segundo o delegado, ele não havia feito uso anteriormente. O produto havia sido comprado em uma farmácia do município, informou.

Após investigações, a polícia descobriu que a vítima havia morrido na noite anterior na casa da mulher. O corpo dele teria sido levado por ela e pelo filho para o matagal às margens da SC-350 e colocado na caminhonete, simulando um acidente de trânsito - arquitetado, de acordo com Locatelli, meses antes.

Outros crimes
A polícia, então, ligou o caso com um fato ocorrido no ano anterior, em que a mulher foi beneficiada pelo seguro de um namorado, morto em circunstâncias suspeitas. O delegado disse que ela até sacou o dinheiro. Locatelli investiga ainda outras duas mortes de ex-companheiros dela, ocorridas em condições semelhantes. A mulher e o filho foram encaminhados para o Presídio. Os dois serão indiciados por homicídio duplamente qualificado por motivo torpe e meio insidioso e cruel; corrupção de menores, já que envolveu um adolescente no último crime; fraude processual por forjar cena do acidente; e tentativa de estelionato.

Fonte: G1/SC.

Enfermeira de Capinzal morre em acidente no Oeste

Fotos: Rádio Atual FM.
Uma moradora de Capinzal morreu em acidente de trânsito na noite desta terça-feira (25) no km 554,2 da BR-282 no trevo de acesso a Nova Itaberaba, no Oeste catarinense. Colisão transversal por volta das 20h40 envolveu um Fiat Palio placas GXZ-3574 de Capinzal conduzido por Elenice Ribeiro Marcondes, de 32 anos, e um caminhão Mercedes-Benz com placas MMP-8403 de Toledo/PR conduzido por Nei Luiz de Souza, de 36 anos.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal de Xanxerê, o carro ao tentar atravessar o canteiro central foi atingido lateralmente pelo veículo de carga. A mulher morreu na hora e o homem nada sofreu. O caminhão fazia o sentido Chapecó a Nova Erechim. Elenice Ribeiro Marcondes morava em Capinzal e era funcionária do Hospital Universitário Santa Terezinha (HUST) de Joaçaba onde trabalhava no setor de UTI. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Chapecó.


Fonte: Rádio Atual FM.

SENAR realiza curso para fabricação de doces em Clínica de Reabilitação de Erval Velho

Fotos: Enviadas pela coordenadora da Clínica
Marines Sandrini.
O SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), realizou nesta segunda e terça-feira (24 e 25 de novembro), um curso de fabricação de doces, com o uso de doce de leite, e de fabricação de iogurte, na Clínica de Reabilitação Dignidade para a Vida em Erval Velho.

O curso foi ministrado pela professora Patrícia Pedroso.




Texto: Christian Conte.

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Ex-prefeitos de Erval Velho são condenados por improbidade administrativa

Notícia atualizada às 18h28

A justiça decidiu pela condenação dos ex-prefeitos de Erval Velho, Fernando da Silva Coelho e Lenita Dadalt Fontana, por atos de improbidade administrativa cometidos durante os mandatos à frente do executivo municipal. Na mesma ação também foram condenados dois sócios da empresa Audithare Consultoria e Auditoria Ltda, que prestou serviço a prefeitura de Erval Velho no período. A ação teve início no ano de 2012 e o julgamento aconteceu neste mês na Comarca de Herval d´Oeste. Os contratos investigados estavam sendo firmados desde o ano de 2006.

Fernando da Silva Coelho, Lenita Dadalt Fontana, Jarlei Sortori, Juliano Matzenbacher e Audithare Consultoria e Auditoria Ltda. , foram condenados a perda da função pública porventura exercida, suspensão dos direitos políticos pelo prazo de três anos, e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios, incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por meio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três anos.

A ação civil pública por ato de improbidade administrativa foi proposta pelo Ministério Público (MP) por que o Município de Erval Velho, sob o comando de Fernando e Lenita, firmou sucessivos contratos administrativos com a empresa Audithare Consultoria e Auditoria Ltda., administrada por Jarlei Sartori e Juliano Matzenbacher, objetivando a prestação de serviços de natureza permanente ao Município, os quais deveriam ter sido desenvolvidos por servidores efetivos pertencentes ao quadro da administração pública municipal. Com tais condutas, conforme sustentou o MP, houve pagamento em duplicidade, gerando prejuízos ao Erário de R$ 353.240,00, valores brutos, incorrendo nos atos de improbidade.

Os contratos revelam que os serviços licitados entre os anos de 2006 e 2009 foram de prestação de serviços de assessoria contábil, tributação, tesouraria, financeiro, recursos humanos, licitações, patrimônio, execução orçamentária, elaboração de leis orçamentárias, elaboração de atos administrativos, acompanhamento dos limites constitucionais, entre outros. Já para o ano de 2010 o serviço consistia em acompanhar a movimentação contábil, orçamentária, financeira e patrimonial da Prefeitura e dos limites legais impostos à realização de despesas, bem como a orientação técnica e o exercício do contraditório e da ampla defesa junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-SC) e Ministério Público, nos processos de fiscalização contábil, orçamentária, financeira, operacional e patrimonial e de julgamento de contas, praticamente as mesmas funções a serem desenvolvidas nos anos de 2011 e 2012. O MP comprovou que desde o ano de 2001, a Prefeitura possuia em sua estrutura secretarias municipais responsáveis por essas tarefas

A decisão foi proferida pelo Juiz Tiago Fachin e dela ainda cabe recurso ao Tribunal de Justiça.

Nota

O Advogado de defesa da Ex-Prefeita de Erval Velho, Dr. João Rogério de Andrade, em nota enviada ao Jornalismo da Rádio Erval FM manifestou-se sobre a Ação do Ministério Público contra sua cliente Lenita Dadalt Fontana e demais.

Leia na íntegra a nota: 

Quero aqui de forma clara, ética e verdadeira contestar a matéria jornalística publicada na pagina de internet da Rádio Erval FM do Município de Erval Velho-SC, cuja fonte informada pela Radio é de autoria do Jornalista denominado Eder Luiz.

Especificamente no ponto referente ao suposto prejuízo causado ao Município de Erval Velho.
Pois bem, o Ministério Público aforou ação civil publica que tramita na Comarca de Herval do Oeste sob n. 0001256-89.2012.8.24.0235, em desfavor de Lenita Dadalt, Fernando e da empresa Audithare, sob o manto de descumprimento a Lei 8.429/92.

Na verdade é preciso esclarecer que a ação foi julgada parcialmente procedente, ou seja, que nem todas as acusações feitas pelo Ministério Público foram acatadas pelo MM.Juiz sentenciante.

Bem como cumpre destacar que da sentença cabe apelação ao TJSC, ao STJ e se for o caso ao STF. Ou seja, não existe no caso o transito em julgado da sentença. Trata-se de decisão de primeiro grau.

E neste caso o Ilustre, sábio e diligente Juiz Sentenciante, ao julgar o presente feito, constatou que não houve prejuízo ao município, decorrente das contratações havidas entre o Município e a empresa Audithare.

Constatou ainda o MM.Juiz e de forma direta acatou a defesa apresentada, em que se comprovou que não houve enriquecimento ilícito por parte de Dona  Lenita e os demais requeridos.
Também restou comprovado a inexistência de dolo, ou culpa grave capaz de dar sustento a ato de improbidade por enriquecimento ilícito.

Senão vejam parte da r. Sentença em que as afirmações acima foram elucidadas pelo MM.Juz de Direito. Palavras do Juiz:
"...No presente caso, inexistente o enriquecimento ilícito por partes dos demandados - ausente prejuízo ao erário público. Isto porque, apesar de caracterizada a ilegalidade da contratação da empresa Audithare Consultoria e Auditoria Ltda, restou comprovado que os serviços contratados foram efetivamente realizados pelos seus representes Jarlei Sartori e Juliano Matzenbacher, corréus.

De outro lado, os demandados Fernando e Lenita, Chefes do Poder Executivo Municipal, nada receberam por isso.

Além do mais, não se demonstrou que a conduta dos Prefeitos, bem como da empresa contratada indevidamente, tenha acarretado efetivo prejuízo econômico ao Município, uma vez que não há comprovação de que os serviços para os quais foram designados não foram prestados, pelo contrário, ou mesmo, que a contratada tenha recebido valores incompatíveis com o trabalho exercido. 

Com isso podemos constatar claramente que nenhum dos ex-prefeitos, ou os sócios da empresa foram condenados em ressarcimento ao erário público municipal com deu a entender a matéria de autoria do citado jornalista pela Rádio Erval FM, no valor de R$ 353.240,00.

Destaco ainda que a presente ação encontra-se em trâmite no Poder Judiciário, e cabe recurso tanto ao Ministério Público quanto aos demais Requeridos.

Portanto os requeridos Lenita, Fernando, Juliano e Jarlei foram absolvidos pelo Juiz no ponto referente a suposto prejuízo alegado pelo Promotor.

Destaco ainda que a Sentença esta a disposição de qualquer pessoa para visualização  junto ao Poder Judiciário sob o numero informado em linhas pretéritas.

Atenciosamente.

João Rogério de Andrade
OAB-SC 14028
Advogado representante da Senhora Lenita Dadalt Fontana. 

Nota da Redação

Conforme é possível ver na reportagem publicada pelo Portal Éder Luiz, em nenhum momento foi citado que os réus teriam que devolver valores ao erário público, bem como no mesmo texto consta que cabe recurso da decisão. Ou seja, a nota do advogado apenas confirma o que relatamos. O texto somente relatou a condenação, sem qualquer alteração ou juízo de valor, com base naquilo que, conforme o advogado, está disponível para consulta no site do TJSC, ou seja, a condenação por improbidade administrativa. O Portal Éder Luiz está aberto a manifestação democrática e justa de todas as partes envolvidas.


Fonte: EderLuiz.com.vc.

Homem fica ferido em acidente no trevo da Copercampos em Campos Novos

Fotos: Oséias Inácio.
Um acidente de trânsito no trevo da Copercampos BR-282, deixou uma pessoa ferida no início da tarde desta terça-feira (25). A ocorrência foi atendida pelo Corpo de Bombeiro, por volta das 13h15min e envolveu os veículos Golf e Saveiro, ambos com placas de Campos Novos.

O condutor do Golf que não teve a identidade informada sofreu ferimentos leves e foi conduzido ao hospital Dr. José Athanásio.

O motorista da Saveiro que não se feriu, relatou que uma faixa implantada no trevo atrapalhou sua visão e contribuiu para a colisão.

A Polícia Rodoviária Federal também foi acionada para atender a ocorrência.



Fonte: Oséias Inácio.